Início Portugal Braga Guia Completo de Braga: o que fazer, onde ficar e mais!

Guia Completo de Braga: o que fazer, onde ficar e mais!

Braga é um destino muito procurado para aqueles que querem conhecer o norte de Portugal: a “Roma Portuguesa” é uma das cidades mais antigas do país e guarda verdadeiras relíquias preservadas do Império Romano.

Muitas pessoas optam por fazer bate-volta a partir do Porto, já que a viagem dura cerca de 1h de trem. Aqui te contamos tudo e um pouco mais sobre a cidade, para você aproveitar cada cantinho da famosa cidade portuguesa.

Se quiser conhecer melhor a cidade vizinha de Porto Porto, temos um guia completo com as atrações, museus e praias da cidade.

História

Fundada nos tempos romanos, Braga conta com mais de 2000 anos de existência como cidade, sendo uma das cidades cristãs mais antigas do mundo.

O título de “Roma Portuguesa” não é à toa: Braga é uma cidade muito histórica, com diversos jardins floridos e mais de 15 igrejas. Isso aconteceu pois no século XVI o arcebispo da cidade visitou Roma e, ao voltar, resolveu reproduzir o que viu na capital italiana. O resultado: Braga é a cidade portuguesa com o maior número de igrejas por metro quadrado. O que isso traz de bom para nós, turistas? Muitas coisas para visitar!

O que visitar?

Centro histórico

É no centro histórico que estão localizadas as maiores relíquias da cidade. Ele pode ser percorrido todo a pé, permitindo que a gente explore cada cantinho escondido nos anos de história da cidade.

Muitos já dizem que o centro de Braga é uma “mini baixa do Porto”, pois a vida universitária da cidade, que é a sede da Universidade do Minho, tem transformado a vida noturna de Braga. Hoje em dia o centro conta com diversos restaurantes e bares para entreter os estudantes e turistas.

Para um roteiro de um dia, por exemplo, recomenda-se começar a visita pelo centro histórico e terminar no Santuário de Bom Jesus do Monte.

Praça da República

melhor destino de portugal braga
Praça da República ao entardecer – Foto: Felipe Zig

É no centro histórico que fica a Praça da República. Ela foi construída no fim da Idade Média e é um bom lugar para dar uma volta e observar o movimento do centro da cidade. Além disso, é na Praça da República que fica o Convento e Basílica dos Congregados, cuja visitação é gratuita. Atravessando o chafariz, que é símbolo da praça, você chegará à Igreja da Lapa.

Avenida da Liberdade

primavera em braga flores portugal
Avenida da Liberdade no começo da primavera com as flores começando a nascer. – Foto: Felipe Zig

Para quem não abre mão de um mapa de papel, é na Avenida da Liberdade que fica o Posto Oficial de Turismo de Braga, onde você pode pegar um de forma gratuita. Além disso, a avenida é repleta de flores e bancos e é uma caminhada agradável, já que ela é um dos pontos de concentração do comércio da cidade.

Jardim de Santa Bárbara e Paço Episcopal

onde hospedar hoteis em braga
Jardim de Santa Bárbara e Paço Episcopal é um dos locais mais fotografado de Braga – Foto: Felipe Zig

Um dos meus pontos favoritos da cidade! Aqui que a vibe medieval fica bem clara: os jardins floridos e coloridos dividem espaço com construções de pedra da Idade Média. As construções, que datam entre o século XIII e XIV, são partes importantes do jardim e rendem lindas fotos – especialmente em dias de sol!

Sé de Braga

igrejas em Braga roma portuguesas
A Catedral de Braga é a mais antiga de Portugal – Foto: Liliana Fuchs (CC BY-NC 2.0)

A igreja mais antiga de Portugal – e, na minha opinião, uma das mais bonitas! – está localizada no coração da cidade. A igreja foi construída em 1070. Além disso, é na Sé que estão enterrados D. Henrique e Dona Teresa, pais do primeiro rei de Portugal, Dom Afonso Henriques.

Arco da Porta

comidas portuguesas braga
Arco da Porta Nova decorada durante o evento Braga Romana – Foto: Felipe Zig

Nova Leva esse nome pois foi construído para substituir a porta antiga de entrada à cidade. Construído em 1773, é outro ponto da cidade que rende boas fotos.

Museu e Jardins Biscainhos

mrlhores hoteis em braga portugal
O Palácio dos Biscainhos possui um prédio do século XVII – Foto Wikipédia (CC BY 3.0)

O Museu dos Biscainhos é um dos museus mais famosos da cidade, contando com uma exposição permanente de artes decorativas que datam entre o século XVII e XIX. O acervo do museu conta com mobílias, gravuras, cerâmicas, etc. Além disso, ao lado de fora do museu está o Jardim da Casa dos Biscainhos, cuja entrada é gratuita.

Museu Pio XII

como chegar em braga portugal
Museu Pio XII que é dedicado a Arte Sacra – Foto Wikipédia (CC BY 3.0)

Uma segunda opção, um pouco menos movimentada, para quem curte museus. O Museu Pio XII, que tem esse nome por conta do Papa homônimo, dedica-se principalmente à arte sacra. Fundado em 1957, é uma boa dica para quem gosta de museus e história. Além disso, a sua torre principal, com 40m de altura, conta com uma das vistas mais bonitas para a cidade de Braga.

Palácio do Raio

museus braga portugal
Palácio do Raio com seus azulejos azuis em sua fachada- Foto Wikipédia (CC BY 3.0)

O palacete, que chama atenção por sua linda fachada azul, foi construído por volta do século XVII e passou por um processo de restauração recentemente. É um dos edifícios mais importantes para a cidade em questão de arquitetura, por conta da influência barroca.

Largo do Paço

praça historica em braga
As construções históricas do Largo do Paço – Foto: Felipe Zig

O Largo do Paço é uma das praças situadas no centro histórico de Braga. Ao seu redor encontram-se os prédios do Paço Episcopal Bacarense, importantes na história da cidade. Ao centro, encontra-se o Chafariz do Castelo, que tem esse nome por ter um castelo esculpido no topo, junto de uma imagem feminina.

Santuário de Bom Jesus do Monte

o que fazer em braga
Santuário de Bom Jesus do Monte, com sua enorme escadaria a sua frente – Foto: Pixabay

A melhor e mais famosa atração de Braga! No alto da colina e com uma vista ímpar para a cidade, o Santuário de Bom Jesus do Monte guarda um dos pores do sol mais lindos de Portugal. Como se não fosse o bastante, ele é o segundo maior destino de turismo religioso do país, ficando atrás apenas da cidade de Fátima.

Uma longa escadaria de 670 degraus te leva até o topo da colina e à frente da igreja, mas não se desespere: caso você não esteja afim de “pagar penitência”, existem outras maneiras de chegar até lá! 🙂

As escadas guardam lindas esculturas e fazem parte do conjunto da obra da igreja, então não deixe de caminhar por elas. Entretanto, para tornar a vida mais fácil, é possível subir ao topo do morro com o Funicular ou de ônibus, utilizando as escadarias apenas para retornar ao centro e poupando uma energia valiosa para quem está turistando – ufa!

Vale lembrar que, para quem tiver carro alugado, o caminho para subir à igreja dirigindo é super simples e de fácil acesso, então fica a dica para quem não precisa depender dos transportes públicos!

Santuário de Sameiro

principais pontos turisticos de braga
O imponente Santuário de Sameiro, construído no ponto mais alto da cidade – Foto: Pixabay

Aproveite a subida ao Santuário de Bom Jesus do Monte e visite o também maravilhoso Santuário de Sameiro. Sendo o ponto mais alto da cidade, esse conjunto arquitetônico também oferece uma vista de tirar o fôlego. Rodeado por árvores, estátuas e um ar de paz incomparável, vale a pena caminhar com calma ao redor do santuário, aproveitando a vista e a calmaria.

Como chegar à Braga?

Apesar de ser a terceira maior cidade de Portugal, Braga não é uma cidade grande, por isso não conta com aeroporto comercial e nem transportes aéreos. Para quem vem de avião, o aeroporto mais perto fica na cidade do Porto, situada a cerca de 1h de trem de Braga. Saindo do Porto, basta pegar um trem (em português de Portugal, comboio) da estação São Bento ou Campanhã com destino à Braga e esperar até a última parada. A viagem é tranquila: pode-se comprar os bilhetes na hora e os trens funcionam desde cedo de manhã até tarde da noite.

quando ir a braga
Braga enfeitada para o evento Braga Romana – Foto: Felipe Zig

Quantos dias ficar em Braga?

Braga é uma cidade relativamente pequena e, se o intuito for apenas conhecer, um dia é mais do que suficiente. Entretanto, caso seu foco seja o turismo religioso ou se você busca conhecer a fundo a história e igrejas da cidade, você precisará de dois dias.

Muitas pessoas que estão hospedadas em Porto faz um tour de um dia que visita Braga e a cidade vizinha Guimarães.

Braga é uma cidade barata

Uma dica importante é que Braga é uma cidade muito mais barata que a vizinha Porto ou que Lisboa. Por isso, é um destino que você pagará menos nas hospedagens e nos restaurantes. Até por isso, há vários turistas que optam por se hospedar lá. Braga está a 1 hora de trem de Porto.

Segundo o Budget Your Trip, site que faz média de custo de viagens, Braga é um destino 30% mais barato que Porto. A média de gastos diários por pessoa em Braga é € 67, a média de Porto é € 94 e de Lisboa é € 96.

Falando em gasto de viagem não esqueça de incluir o seguro viagem no seu orçamento, ele é obrigatório nas viagens à Europa. Veja quanto custa. Para saber mais sobre o tema leia o texto que falamos sobre seguro viagem à Portugal e uma opção gratuita que muita gente não conhece.

Onde se hospedar em Braga

A maioria dos turistas opta por fazer um bate-volta para Braga a partir da cidade do Porto, que é próxima e tem mais estrutura. Entretanto, por conta do turismo religioso, Braga também conta com diversas opções de hotéis para você escolher.

Uma das vantagens de se hospedar em Braga é o preço” O valor da hospedagem é  bem menor do que no Porto.

A maior parte dos hotéis de Braga fica no centro da cidade. Como também é nessa região que estão a maior parte das atrações turísticas, essa é a região preferida dos turistas.

Um dos melhores hotéis de Braga, o Vila Galé Collection Braga (foto de capa) fica no centro histórico. O hotel funciona em uma construção histórica que abrigou um hospital datado de 1508.

melhor hotel resort braga portugal
O Vila Galé Collection fica em um prédio do século XVI – Foto: divulgação Vila Galé

O único hotel que compete com o Vila Galé é o Melia Braga Hotel & Spa, um dos hotéis mais novos da cidade e com melhor infraestrutura de lazer, porém ele fica 3 km distante do centro.

O centro histórico também conta com hotéis confortáveis de preços intermediários. Podemos destacar o hotel boutique Burgus Tribute & Design Hotel e o Hotel Moon & Sun Braga que fica a apenas 300 metros da Catedral Sé de Braga.

onde ficar hospedagem em braga
Entardecer em Braga vista da varando do Hotel Moon & Sun – Foto: divulgação hotel

Já os hotéis mais econômicos costumam ficar fora do centro da cidade. Uma das pouquíssimas opções de hotel barato no centro histórico é o Bragatruthotel, mas o Hotel ibis Braga fica bem próximo.

Há também hostels no centro, com destaque para o Collector’s Hostel e o Braga Historic Center Hostel., ambos muito bem localizados.

hoteis centro histprico braga portugal
Rua do centro histórico e prédio onde localiza o Braga Historic Center Hostel – Foto: divulgação hostel

Qual época do ano visitar?

Braga é uma cidade que pode ser visitada em qualquer época do ano. Entretanto, cada estação traz suas vantagens e desvantagens.

Por ser uma cidade universitária, Braga dificilmente estará vazia: para quem não se incomoda com o frio, o outono é uma boa opção pois ainda não chove tanto e o boom turístico do verão já terminou.

turismo braga portugal
As temperaturas do outono são frias comparadas ao clima do Brasil – Foto: Felipe Zig

A época mais agradável na cidade é durante a primavera europeia (março a maio), quando o índice de chuvas é menor e a cidade está com os canteiros 100% floridos. Além disso, é possível fugir do movimento e do calor do verão – acredite, andar a pé pela cidade com temperaturas beirando os 30ºC deixam qualquer turista duplamente cansado. Entretanto, para quem encara o calor, as noites de verão no centro da cidade são de encantar qualquer um.

Mas preste atenção: a Semana Santa de Braga reúne entusiastas do turismo religioso da Europa inteira. Caso sua viagem seja entre os meses de abril e maio, vale a pena dar uma olhada se não haverá choque de datas, uma vez que a Semana Santa é a época mais cheia – e, consequentemente, mais cara – da cidade e algumas atrações podem estar fechadas para eventos desta comemoração.

E aí, ficou com vontade de conhecer Braga?

Texto feito com a colaboração da Manuela Massochin que foi intercambista na Universidade do Porto, Portugal.