Início Minas Gerais Belo Horizonte Já que Minas não tem mar, eu vou pro bar!

Já que Minas não tem mar, eu vou pro bar!

A música de Alexandre Peixe é bem explicativa, os mineiros não têm a praia pra passar o tempo livre, então lotam os bares! Não só nos fins de semana, mas também depois do expediente, as várias regiões boêmias ficam fervendo.

Belo Horizonte, além de ser capital do estado, é também conhecida por ser a capital dos bares e botecos! Por toda a cidade você encontra estabelecimentos especializados em drinks, cervejas e petiscos. É um bar para cada 170 moradores, o maior número de botecos por habitante no país.

Dessa forma, ao conhecer BH é quase obrigatório conhecer as melhores regiões boêmias e aproveitar alguns de seus melhores bares.

Savassi 

A Savassi é um dos bairros mais conhecidos de Belo Horizonte e mais animados também! A grande quantidade de bares concentrados na praça Diogo de Vasconcelos, mais conhecida como Praça da Savassi, atraem as mais diversas pessoas para sentarem nas mesas nas calçadas. A região ferve durante o dia e principalmente na parte da noite. 

O bar ideal para sentir o clima boêmio de Belo Horizonte é o Gujoreba Bar, que também é uma loja e lota depois do expediente. O boteco é simples, as mesas ficam na rua, o atendimento é ótimo e isso tudo faz com que o lugar seja um autêntico e gostoso point belorizontino.

bares savassi bh
O quarteirão fechado da Rua Antônio de Albuquerque é a principal região de bares da Savassi – Foto: divulgação Baiana do Acarajé

Com esse mesmo clima, mas com comidas nordestinas muito apreciadas, o Baiana do Acarajé fica na mesma rua e é altamente elogiado. Se você deseja um lugar mais requintado, há o Café com Letras, um bar acolhedor com comida bistrô e num ambiente cercado de livros. E há também o Cabernet Butiquim, um restaurante especializado em vinhos e muito elogiado pela variedade, atendimento e custo-benefício. 

Santa Tereza 

Santa Tereza é um bairro da região leste de Belo Horizonte. O local é famoso por ser o berço do conjunto Clube da Esquina, Skank, Sepultura, 14 Bis e outros. Além de contribuir muito com o cenário musical brasileiro, o bairro é conhecido pelos seus bares. Eles ficam espalhados em meio a uma paisagem bucólica, acolhedora e histórica. 

Um dos bares mais famosos é o Birosca S2 Bistrô, local charmoso com uma decoração autêntica, assim como seu cardápio. Com uma pegada mais tradicional, o Bar do Bolão está a mais de cinco décadas servindo cerveja gelada no Santa Tereza. O ambiente é simples e de boteco, onde a mineirice é garantida!

noite em belo horizonte santa tereza
Santa Tereza em um dia de pré-carnaval – Foto: Circuito Fora do Eixo (CC BY-SA)

A Parada do Cardoso é outro bar tradicional do bairro que além de servir tira-gostos e quitutes mineiros, o local é famoso pela cozinha italiana. O local é simples, mas muito aconchegante. Eleito como o melhor boteco em 2017, o Bitaca da Leste é pequeno e sossegado. Famoso pela cachaça produzida em Turmalina, o bar serve tira-gostos diversos. 

Entretanto, o principal destaque do bairro é o Nicolau Bar de Esquina (foto de capa). Um bar com decoração vintage e que faz uma releitura na culinária mineira.

Rua Pium-í

A Rua Pium-í  localiza-se no bairro Sion, região centro-sul de Belo Horizonte. Nessa rua se concentram muitos bares que são os mais sofisticados dessa lista. O mais antigo restaurante do bairro é o La Farina, famoso pelas pizzas, o restaurante familiar é conhecido pelo ótimo custo-benefício. Outro boteco interessante nessa rua é o Quermesse,  o bar de origem curitibana chegou em BH e atrai muitos mineiros pelos drinks, petiscos e ainda pela decoração diferenciada. 

O tradicional Bar da Neca localiza-se numa das regiões mais movimentadas da Rua Pium-í. Com um estilo de boteco, a simplicidade faz sucesso e remete à tradição dos bares de BH.  O Muu Bar possui um estilo moderno e casual e atrai muitos jovens. Espetos, cervejas e drinks reúnem-se com muitas pessoas na varanda do bar. 

melhores bares bh
A rua Pium-í é onde concentram alguns bares mais elitizados – Foto: divulgação Muu Bar

Avenida Fleming 

Conhecida pelos seus diversos bares e restaurantes, a Avenida Fleming fica no bairro Ouro Preto próxima a UFMG e a Lagoa da Pampulha. É uma região que tornou-se boêmia recentemente, mas já possui uma grande diversidade de botecos. 

O primeiro bar da avenida, o Filé, nasceu no ano 2000, quando a região ainda não tinha a vocação boêmia. Desde então abriram vários bares e o Filé se expandiu, se tornando o maior bar que comporta 700 pessoas. O bar é especializado em carnes, servidas em espetinhos. 

regioes de varees em belo horizonte
A av Fleming é uma região boêmia de BH e entre os destaques está o Bar Filé – Foto: divulgação Filé

Outro bar tradicional é o Bar e Boi. O ambiente é simples e o cardápio tradicional, o bar recebe elogios pela comida e atendimento. O Sucata Grill já é mais diferenciado, conta com uma decoração moderna e atrai muitos jovens. 

Rua Alberto Cintra 

A Rua Alberto Cintra se estende pelos bairros União e Cidade Nova, na região nordeste de BH. A rua é famosa por ser uma região boêmia que atrai muitos jovens. Nela você encontra cerveja gelada e bons petiscos por um bom preço. 

O Bar Seu Tião Gourmet possui um ambiente excelente, assim como o atendimento. Outro destaque da rua é o Vaca Loka Lounge Bar, onde vários jovens reúnem-se para aproveitar o bom atendimento e o bom preço. 

locais dos bares belo horizonte
A Av Alberto Cintra é uma nova região boêmia de BH, muito procurada por jovens – Foto: divulgação Seu Tião Gourmet

Edifício Maletta

No coração de Belo Horizonte, mais especificamente na esquina da Rua da Bahia com a Avenida Augusto de Lima, localiza-se o Edifício Maletta. Um local que mescla: bares, lojas e residências e é um local icônico para várias gerações que moram ou moraram em BH. Curtir a boemia na famosa varanda é uma das coisas obrigatórias a se fazer na cidade. 

Há vários bares dentro do edifício, do “copo sujo” ao gourmet, o local é diverso. O mais tradicional é a Cantina do Lucas que é inclusive tombado pelo Patrimônio Histórico de Belo Horizonte. Aberto desde 1962, o local oferece cerveja gelada e possui uma das melhores parmegianas da cidade. Um clássico da boemia belo horizontina.

botecos e bares em bh
A varanda do Maletta é um local agradável e animado do cenário alternativo de Belo Horizonte – Foto: divulgação Dub

Um restaurante novo, mas que já virou um queridinho é o Las Chicas Vegan. Restaurante vegano e feminista com comidas muito saborosas e diversificadas. Os drinks e o almoço também são excelentes. 

Para ficar na disputada varanda do Maletta uma das melhores opções é o DUB, um bar especializado em coquetéis que já foram inclusive premiados pela revista Veja em 2013, 2016 e 2017.Além disso, o DUB serve deliciosos hamburguers e petiscos.

Mercado central 

Com noventa anos de existência, o Mercado Central é um espaço único que reúne as mais diversas características mineiras em lojas, bares e restaurantes. Hoje em dia é um local turístico, porém, os moradores ainda são os principais clientes dos bares.

Normalmente, o Mercado Central não é lembrado pelos bares, pois ele fecha às 18h. Porém, existem bares incríveis que completam a experiência mineira. Uma curiosidade interessante é que muitos dos ingredientes dos tira-gostos são comprados ali, no próprio Mercado Central. 

bares mercado central belo horizonte
Os bares no Mercado Central são para bber em pé no balcão

Aproveitar um cerveja com tira-gosto de pé no balcão é uma experiência autêntica do Mercado Central. O Bar da Lora oferece essa experiência e o tira-gosto campeão do concurso Comida Di Buteco em 2010. A receita combina purê de mandioca com queijo, jiló na chapa com linguiça, pimenta biquinho e garrão (músculo da coxa do boi) cozido na cerveja malzbier. A cerveja sempre bem gelada e o atendimento recebem muitos elogios. 

O Bar Mercado Central é um dos únicos que oferecem mesas e cadeiras para acomodar-se. A cozinha é especializada em comida mineira e nos petiscos, o bar é famoso pelos pastéis de angu. Aberto desde 1954, o bar costuma ficar bem cheio. 

Mercado Novo

O Mercado Novo é um mercado municipal, como o Mercado Central. Porém, ele só foi inaugurado em 1960, após o Mercado Central, assim recebeu esse apelido de “novo”. Localizado na Avenida Olegário Maciel, no centro da cidade, a partir de 2018, o Mercado Novo passou por um processo de revitalização. Hoje, um movimento gastronômico tomou conta do lugar e os drinks, cervejas e cachaças são o ponto alto. 

Assim como no Mercado Central, não há muitas mesas ou bancos. O cliente pega no balcão e se diverte nos corredores. O público mais alternativo tomou conta do lugar aconchegante que remete aos tempos antigos.

bares alternativos em bh
O Mercado Novo é o mais novo point boêmio de BH

A Cachaçaria Lamparina é especializada em drinks de cachaça, trabalha apenas com rótulos mineiros e artesanais. Faz muito sucesso no Mercado Novo e chama atenção dos clientes que elogiam a simplicidade e o bom gosto do local. Um boteco que também faz sucesso é a Cervejaria Viela. Com um ambiente diferenciado e com uma variedade de cervejas artesanais, o boteco ainda conta com tira-gostos e porções que são de dar água na boca.

Outra opção para comer bem no Mercado Novo é a Cozinha Tupis. Com uma comida mineira requintada com um toque de criatividade. 

Beatriz Costa
Beatriz Costa
Beatriz Costa estudante de jornalismo e isso deixa claro sua paixão por fotografia e escrita. Viajar junta tudo isso com um pouco mais amor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Onde ficar no Porto em Portugal

Onde ficar no Porto: melhores bairros e dicas de hotéis

O Porto é um lugar emblemático e cheio de história, onde o turismo cresce exponencialmente a cada ano. Eleita em 2015 e 2017 como...