InícioTurquiaIstambulIstambul, Turquia: dicas de uma cidade cheia de histórias e belezas

Istambul, Turquia: dicas de uma cidade cheia de histórias e belezas

Istambul, Turquia é uma cidade para se apaixonar, principalmente depois de conhecer a história e as curiosidades do local.

Cheia de histórias, incríveis atrações turísticas e uma boa gastronomia, a principal cidade da Turquia é um destino que agrada todo tipo de turista.

Istambul Turquia

Não sei porquê, mas imaginava que Istambul fosse uma cidade antiga, mal preservada e feia. Entretanto, Istambul é uma cidade moderna, vibrante e bonita.

Existem vários tipos de transporte público e um interessante projeto paisagístico em seu centro histórico. A cidade costuma surpreender seus visitantes que não imaginam um município neste nível de organização.

Especialmente depois de ter perdido o posto de capital da Turquia para Ancara, no começo do século XX, Istambul entrou em crise não apenas financeira, mas de identidade.

Porém, desde a década de 1970, a cidade conseguiu se reestruturar e virou um bom exemplo de metrópole. Hoje Istambul é uma cidade bem mais moderna, bonita e estruturada do que Atenas e Cairo, por exemplo.

Como a história da cidade é muito rica, não dá para falar de Istambul sem mencionar sua rica e impressionante história. Eu recomendo que leia porque é muito interessante, mas caso queira as informações mais prática, veja os tópicos mais abaixo.

Cemitério em Istambul

História de Istambul

Poucas cidades do mundo possuem uma história tão interessante quanto Istambul. A principal cidade da Turquia já foi chamada de Constantinopla e foi o berço do Império Bizantino. Nos seus mais de dois milênios de história, ela já foi conquistada por vários povos e foi o centro do poder da região por muitos séculos.

Não é possível falar sobre Istambul sem falar sobre sua história. A cidade, que inicialmente era chamada de Bizâncio, foi fundada em 600 a.C. Com uma posição privilegiada, bem no estreito de Bósforo, a cidade cresceu graças as taxas de ancoragem e de pedágio que cobrava dos barcos que passavam pelo estreito.

A cidade foi invadida pelo Império Persa no século VI a.C. No século seguinte foi Atenas que conquistou a cidade. A independência veio só em 355 a.C. Alguns séculos depois ela se uniu ao Império Romano apesar de continuar com status de independente. Os romanos invadiram a cidade em 193 d.C.

Constantinopla

O nome Constantinopla veio do imperador Constantino. Em uma época em que o império romano era dividido em dois, Constantino que era governador do Império Romano do Ocidente (Roma) venceu Augusta Antonina. O imperador então transferiu a capital do império para Istambul e lhe deu o nome de Nova Roma. Entretanto, as pessoas começaram a chamar a cidade de Constantinopla.

mosaico basilica
Mosaico na Basílica de Santa Sofia – Hagia Sophia

Império Bizantino

Com a queda de Roma, Istambul passou a ser conhecida como capital do Império Bizantino. Nos séculos seguintes, a cidade passou altos e baixos, ganhando e perdendo território, mas nunca chegou a ser invadida. Suas principais guerras foram contra civilizações do oriente. Entretanto, o Império Cristão que enfraqueceu o Império Bizantino. Na Quarta Cruzada, em 1204, o Doge de Veneza invadiu e saqueou Constantinopla. Eles governaram por algumas décadas a cidade até os bizâncios retomarem o controle.

Porém, foram os otomanos que conquistaram em definitivo a cidade, em 1453. A Queda de Constantinopla é, inclusive, o marco do fim da Idade Média para muitos historiadores. Com a conquista dos otomanos, muitos pensadores e artistas se mudaram para a Itália, o que é considerado essencial para o surgimento do Renascimento, segundo historiadores.

historia-da-santa-sofia-istambul
Hagia Sophia – Foto: Nikos Niotis (CC BY-NC 2.0)

Império Otomano

Diferente dos bizantinos que eram cristãos, os otomanos eram muçulmanos e fizeram várias mudanças na cidade. Entretanto, o sultão Mehmet que conquistou a cidade, assegurou a liberdade de religião para muçulmanos, cristãos e judeus.

A cidade passou a se chamar Istambul e virou a capital do império. Nos séculos seguintes o Império Otomano prosperou e com isso Istambul também. Os otomanos construíram templos e palácios na cidade.

Mesmo com o império em declínio no século XIX, Istambul ainda era uma cidade referência, chamada de Paris do Oriente. Em 1883, por exemplo, foi inaugurado o Expresso do Oriente, o primeiro trem de luxo internacional que ligava Istambul a Paris.

mesquita azul de istambul
A impressionante Mesquita Azul em Istambul Turquia – Foto: Konevi/Pixabay

Com a queda do império e início da República na primeira metade do século XX, a capital foi transferida para Ancara, no centro do país. Istambul passou por uma grave crise econômica e de identidade. Apenas nas décadas de 1970 e 1980 que a cidade voltou a ter destaque. Com um grande crescimento econômico, muitos trabalhadores foram de outras regiões para trabalhar em Istambul, o que fez crescer a cidade. Essa também foi a época do crescimento do turismo no local. Tudo isso ajudou a modernizar e melhorar a infraestrutura da cidade.

Istambul hoje

Hoje, Istambul é uma cidade moderna e bem estruturada, apesar de ainda ter problemas de infraestrutura. Com 15 milhões de habitantes, a cidade é a capital econômica e turística da Turquia. Além disso, é a porta de entrada para os turistas que chegam ao país.

Istambul surpreende os turistas ao se mostrar uma cidade moderna, mas que conseguiu preservar sua história.  A cidade é organizada, limpa e bonita. Essa é uma das cidades mais bem estruturadas da região, sendo mais moderna, inclusive que Atenas, capital da Grécia.

Mapa de Istambul

Istambul é a única cidade do mundo que fica dividida em dois continentes. O estreito do Bósforo que divide a cidade em duas partes, também separam os continentes de Europa e Ásia, veja imagem abaixo.

A parte européia da cidade é a mais antiga e onde estão quase todas as atrações turísticas. Essa é também a parte mais desenvolvida da cidade. Entretanto, hoje, a maior parte da população de Istambul vive na parte asiática, mas trabalha na parte européia.

istambul mapa
Istambul mapa

Atrações turísticas

O que mais chama a atenção em Istambul são suas atrações turísticas. Embora gostaríamos que mais construções históricas tivessem sido preservadas, as principais ainda estão em pé. E são elas as responsáveis por alavancar o turismo em Istambul!

Abaixo eu falo um pouquinho sobre as principais atrações da cidade. Entretanto, se quiser saber mais sobre cada uma delas e dicas de como visitar recomendo que leia o texto: O que fazer em Istambul.

Basílica de Santa Sofia – Hagia Sophia

O principal ponto turístico da cidade é a Hagia Sophia. A antiga Basílica de Santa Sofia foi construída pelos romanos no século VI e ainda continua inteira e imponente. Por fora ela não chama tanta atenção, mas por dentro é bem interessante.

dicas o que fazer roteiro istambul
Interior de Hagia Sophia – Istambul Turquia

Mesquita Azul

Em frente a Hagia Sophia está a Mesquita Azul, atração mais bonita e fotografada da cidade. Ao contrário da Basílica, tem sua parte exterior mais interessante do que a parte interna.

mesquita azul istambul
Mesquita Azul, vista da Hagia Sophia – Istambul Turquia

Palácio Topkapi

Ainda há o Palácio Topkapi que foi construído no século 15 pelos otomanos e abrigou muitos sultões. Entretanto, a parte que mais chama atenção é o grande Harém do palácio.

Palácio Topkapi – Turquia Istambul

Bazares

Istambul também tem grandes mercados que são chamados de bazares, onde você encontra de tudo, especialmente itens de decoração, souvenir, chás, doces e frutas secas.

Hamams

Os hamams que são os banhos turcos a seco já não são tão populares entre a população, mas estão cada vez mais procurados pelos turistas.

Estreito de Bósforo

Como Istambul fica entre a Europa e a Ásia, fazer um passeio de barco pelo Estreito de Bósforo também é outra atividade interessante e agradável de fazer.

Cruzeiro pelo Estreito de Bósforo – Foto: Pixabay

Gastronomia

A gastronomia turca é rica e deliciosa. Istambul, sendo a maior cidade e mais turística do pais, é onde você encontrará pratos de diversas regiões da Turquia, além é claro de ótimo restaurantes.

Kebab, uma das comidas típicas de Istambul e Turquia- Foto: Miwok (CC BY-NC-ND 2.0)

O forte são os pratos a base de carne vermelha e frango. Apesar de Istambul ser litoral, não existem tantas opções de pratos a base de peixe. Para comer peixe o melhor local é abaixo da Ponte Avoid Galata, onde encontram-se vários restaurantes especializados em peixe e frutos do mar. A ponte que fica próxima a parte histórica da cidade, onde saem muitos dos passeios de barco e está a 2 km do Palácio Topkapi.

Não podemos deixar de falar dos doces. Tradicionais e famosos, os doces turcos são encontrados nos bazares e em lojas do centro histórico. Entretanto, se você tiver esquecido de comprar, também irá achá-los nos aeroportos. Para saber mais sobre as comidas típicas do país leia: Gastronomia turca: o que comer na Turquia.

Doces turcos são um das iguarias que mais agradam turistas – Foto: Subhash Roy (CC BY-NC-ND 2.0)

Para quem quer aproveitar a vida noturna o destaque é o bairro Beyoğlu. O local possui muitos bares e diversos restaurantes, que vão de restaurantes tradicionais até bistrôs sofisticados. Esse é uma região muito agradável e que a prefeitura tenta vender para o mundo como a cara do turismo em Istambul.

A higiene não costuma ser um problema na Turquia. E mesmo os temperos não sendo muito fortes, sempre é possível que uma comida não caia muito bem. Neste caso é sempre bom lembrar de contratar um seguro viagem para lhe dar tranquilidade, já que serviços médicos não são baratos na Turquia. Indicamos o Seguros Promo que é uma empresa confiável que faz a cotação em diversas seguradoras e oferece o melhor custo-benefício! Faça sua cotação. Caso, queira entender mais o que é um seguro viagem e se vale a pena contratar leia: Seguro viagem: como pesquisar e onde comprar.

Onde hospedar

Istambul é uma grande metrópole. A cidade não é apenas o maior destino turístico da Turquia, mas é também a capital financeira do país. Por isso, você encontrará uma grande variedade de hotéis de todos os níveis e preços. Desde hostels descolados até hotéis de luxo, como o Çırağan Palace Kempinski um palácio otomano do século XIX que virou hotel.

Çırağan Palace Kempinski, palácio otomano do século XIX que virou hotel – Foto: divulgação

Um aspecto muito importante que você precisa saber é que os locais para se hospedar variam bastante se você fará um turismo de negócios ou de lazer. E como a cidade é muito extensa e possui engarrafamentos, ficar longe da região turística pode fazer seu dia render menos.

Por isso, eu indico apenas 3 bairros para quem vai fazer turismo de lazer, que são: Sultanahmet, Beyoglu e Besiktas. Para conhecer os bairros e ver as indicações de hotéis de cada região leia texto: Onde ficar em Istambul.

Clima em Istambul

Istambul é mais fria do que a maioria das pessoas imagina. Apesar de ficar na costa mediterrânea, seu inverno é frio e com temperaturas que se aproximam dos 0°, podendo até nevar. Além disso, o inverno é a época que mais chove. Então, entre novembro e março não é um bom período para viajar à cidade.

A primavera e o outono são épocas boas, com clima ameno e agradável. Pode chover em alguns dias, mas com menor probabilidade. Os dias de neblina são menos comuns de acontecer, mas ainda ocorrem, o que faz a cidade perder suas bonitas vistas. Por outro lado, a cidade ainda não está tão cheia e você encontra hospedagem por melhores preços.

O verão é o melhor período para viajar a Istambul. Quase não há chuvas e as temperaturas ficam entre 23 e 30°. Vale lembrar que julho e agosto são os meses de férias do hemisfério norte, por isso é a alta temporada, quando a cidade fica cheia e consequentemente, o turismo em Istambul fica mais caro.

Aeroportos Istambul

Istambul é a principal porta de entrada dos turistas que visitam a Turquia. Por isso, a cidade possui dois aeroportos internacionais. Incluindo um novo aeroporto que inaugurou em 2019.

Aeroporto de Istambul Ataturk

O Aeroporto Internacional de Ataturk era o principal aeroporto do país e o terceiro mais movimentado da Europa. Fica, relativamente próximo ao centro e era interligado ao metro. Por isso, era muito fácil chegar às regiões históricas. Entretanto, ao inaugurar o novo aeroporto internacional, o Ataturk Airport foi desativado. Agora ele recebe apenas voos militares e executivos.

Istanbul Airport

O novo aeroporto internacional, Istanbul Airport (IST), entrou em operação em 2019. O aeroporto foi projetado para ser o maior do mundo. Apesar dele já estar funcionando, uma parte do complexo aina está em obras que terminarão em 2028, quando o aeroporto de Istambul terá 77 portões de embarque, Zona de Duty Free com 55.000 m² e capacidade para receber 200 milhões de passageiros por ano. A maioria dos voos internacionais chegam nesse aeroporto, como da Turkish Airlines.

O lado ruim é a distância do Istanbul Airport do centro. Ele está a 40 km de Sultanahmet, a região mais turística da cidade.

Aeroporto Sabiha Gökçen

O Sabiha Gokcen International Airport (SAW) é o aeroporto de Istambul mais voltado para voos domésticos e low coast. As companhias aéreas de baixo custo da Europa, costumam utilizar esse aeroporto.

O aeroporto fica na parte asiática da cidade, do lado oposto do Istanbul Airport. Ou seja, se você tiver que ir de um aeroporto para o outro será uma viagem, já que são 75 km de distância!

O Sabiha também fica distante do centro, 50 km de Sultanahmet. Entretanto, para chegar da região turística ao aeroporto passa-se por regiões mais engarrafadas. O deslocamento do centro até esse aeroporto de Istambul, pode levar 2 horas. Por isso, recomendamos sair cedo.

Foto de capa: Manuel Garcia (CC BY 2.0)
Felipe Zighttps://www.abraceomundo.com/
Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui