Início México Cancún Cancún é caro? Veja quanto custa uma viagem a Cancún

Cancún é caro? Veja quanto custa uma viagem a Cancún

Cancún é um dos destinos turísticos preferidos da América Latina. O mar do Caribe, os resorts e as atrações chamam a atenção dos turistas do mundo inteiro. Uma dúvida de muita gente é saber quanto custa uma viagem para Cancún. A cidade mais turística do México tem fama de ser luxuosa e cara. E se você quer saber quanto custaria uma viagem a esse incrível destino, esse texto foi feito para você!

Leia também: Cancún, a cidade bonita, com o mar azul e cheia de resorts

Cancún é caro?

Se você quer uma resposta simples é SIM! O México não é um país caro; hospedagens, passeios e alimentação possuem preços atrativos. A Cidade do México é um pouco mais cara e Cancún é o destino mais caro do país. A diferença de preços entre as demais cidades turísticas (Oaxaca, Puebla, San Cristóbal de las Casas, etc) com Cancún é muito grande. Poderia até dizer que com uma semana em Cancún você passa duas ou três nessas outras cidades.

Muitos passeios em Cancún possuem preços em Dólar, o que oneram os preços. Além disso, serviços como táxi são bastante caros, além da hospedagem. Entretanto, apesar de ser uma cidade cara, é possível fazer uma viagem sem gastar tanto e eu explico como nos próximos itens.

preços cancun mexico
Pesos mexicanos – Foto: amslerPIX (CC BY-NC 2.0)

Passagem aérea

Não é difícil achar voos do Brasil para Cancún. Várias companhias aéreas fazem essa rota, por isso há uma concorrência o que ajuda a diminuir os preços. Em média, um voo a Cancún sai mais barato do que para os EUA ou para a Europa. É possível achar voos de R$2500 e se você encontrar uma promoção, o preço pode reduzir. Veja abaixo preços de passagens promocionais a Cancún.

passagem aerea cancun
Foto: ERIC SALARD (CC BY-SA 2.0)

Hospedagem

O item mais caro de uma viagem a Cancún é a hospedagem! É justamente este item que poderá deixar sua viagem mais barata ou bastante cara. Quando escrevo uma matéria desse tipo, “quanto custa viajar”, eu, normalmente, considero uma hospedagem em hotel três estrelas econômico, porque esse é o tipo de hotel que a maioria das pessoas se hospedam. Além disso, se você viajar para Paris, Buenos Aires ou Pequim, o hotel não será determinante na sua experiência, pois você, aliás, ficará o dia inteiro andando pela cidade.

Já em Cancún é diferente! Muita gente que viaja a Cancún pretende ficar a maior parte do tempo no hotel, curtindo a “praia particular”, por isso escolhe se hospedar em hotéis de alto padrão, se possível com all inclusive. Essa não é a minha opinião, já que acredito que vale muito a pena conhecer os pontos turísticos ao redor da cidade, que são muito bons. Para conhecer as melhores opções de hotéis all inclusive, leia o texto: Hotéis All Inclusive em Cancún, do barato ao luxo.

Leia tambémOnde ficar em Cancún: mar calmo, resort, balada ou custo-benefício?

Hotéis na Isla de las Mujeres em Cancún -Foto: dronepicr (CC BY 2.0)

Cancún e também Playa del Carmen possuem desde hostels, hotéis econômicos até resorts e hotéis de luxo. Por isso, os preços das diárias variam bastante. Começo falando dos melhores hotéis, que é onde grande parte dos turistas pretendem se hospedar. Um hotel quatro estrelas na zona hoteleira de Cancún custa cerca de R$600, se for um cinco estrelas all inclusive é a partir de R$900, a diária do quarto.

Depois de saber os preços dos bons hotéis que são bem salgados, muita gente resolve ficar nos hotéis econômicos. Há bons hotéis três estrelas e até as opções mais baratas de hotéis no centro de Cancún, com diárias a partir de R$80. Se você optar por ficar em um hotel econômico, sugiro se hospedar em Playa del Carmen, pois será mais fácil ir à praia e também encontrar restaurantes mais baratos.

Seguro Viagem

Muita gente esquece de colocar nas contas dos gastos de viagem um item indispensável: o seguro viagem. Para viajar para o México, ele não é obrigatório, mas é muito recomendando! Ele é uma tranquilidade e evita que algum problema de saúde eleve suas despesas de viagem. E despesas médicas podem ser bem altas, mesmo no México! Para saber preços acesse o site do Seguros Promo, que é uma empresa confiável que faz a cotação em diversas seguradoras e oferece o melhor custo-benefício!

Atrações turísticas

As atrações turísticas também são caras em Cancún. Um parque aquático como o Xcaret ou o Xplor custam cerca de US$100 cada. Se você quiser nadar por 30 minutos com golfinhos ou nadar em um bom cenote (rios subterrâneos), pagará preço semelhante. Já a entrada na boate Coco Bongo, que inclui open bar, custa US$80. Para saber mais leia: O que fazer em Cancún, veja as principais atrações turísticas.

Parque Xcaret – Foto: divulgação

Internet 3G/4G

Há ainda um outro gasto que não é essencial, mas muita gente não abre mão. Para ter internet no celular fora do hotel, ou seja, onde não há wi-fi, será preciso um plano de internet. As operadoras do Brasil cobram muito caro por esse serviço, por isso o mais comum é comprar um chip para ter internet no exterior. A empresa Chip de Viagem vende esses chips. Para ver os preços clique aqui.

Média de gastos

A média de gastos diários vai depender bastante do hotel que você escolher se hospedar. Porém, podemos mostrar uma estimativa para você! Segundo o site Budget Your Trip, a média de gastos diários em Cancún é de US$110. O mesmo site diz que uma viagem econômica, tipo mochileira custaria US$40 diários. Já uma viagem que o site chama de luxo custaria US$330 diários. Os valores são por pessoa e é apenas uma estimativa que o site faz para ajudar as pessoas a planejarem suas viagens.

OUTRAS MATÉRIAS SOBRE CANCÚN:

-Furacões, chuvas, festas e preços, veja quando ir a Cancún

-Baladas, boates e a vida noturna de Cancún

-Cancún ou Playa del Carmen, onde ficar?

-Cancún, Riviera Maya e outros locais para se hospedar

-Como chegar em Chichén Itzá: excursão ou por conta própria?

Foto de capa: Yuxuan Wang (CC BY-NC-ND 2.0)
Felipe Zig
Felipe Zighttps://www.abraceomundo.com/
Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.