Início Pernambuco Porto de Galinhas O que fazer em Porto de Galinhas: conheça esse destino de Pernambuco

O que fazer em Porto de Galinhas: conheça esse destino de Pernambuco

Muitos turistas ficam em dúvida sobre o que fazer em Porto de Galinhas. Neste texto, apresentaremos para você um guia sobre qual a melhor época para visitar, quantos dias ficar e os principais passeios. Primeiramente, vamos conhecer um pouco do histórico desse local.

Porto de Galinhas era, até meados dos anos 1990, apenas uma praia do litoral pernambucano de nome exótico. Inclusive, as praias mais famosas do estado estavam na costa de Cabo de Santo Agostinho e Serrambi, ambas mais distantes de Recife, porém mais elogiadas.

Aliás, os turistas que procuravam Porto de Galinhas, no distrito de Ipojuca, davam mais atenção à região de Itamaracá, especialmente à ilha da Coroa do Avião. A grande procura ficava entre praias tranquilas e a comida pernambucana, tradicionalmente encontrada na franquia de restaurantes Beijupirá, instalada em várias cidades do litoral.

Contudo, com a chegada dos resorts mais sofisticados e completos no litoral norte de Ipojuca, a realidade foi mudando. Os primeiros resorts instalados estavam nas praias de Muro Alto e Cupe ,e posteriormente, foram direcionados para o setor sul. A partir disso, a região de Porto de Galinhas se tornou, nas duas últimas décadas, o principal destino para quem vai ao Recife.

Atualmente, devido ao cenário de pandemia, os turistas nacionais passaram a ser mais recorrentes, contudo o local ainda conta com cerca de 30% de visitantes internacionais.
E por falar em pandemia, Porto de Galinhas é o destaque na retomada do turismo brasileiro, movimentando mais de 1 bilhão de reais em 2020.

Continue com a gente para conhecer mais detalhes sobre o que fazer em Porto de Galinhas.

Infraestrutura de Porto de Galinhas alinhou modernidade com praias paradisíacas

O que fazer em Porto de Galinhas
Praias deslumbrantes em Porto de Galinhas – Foto: Gun81 – Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

Primeiramente, é importante entender que esse “boom” turístico em Porto de Galinhas se deu por uma série de fatores. A reorganização do espaço com a criação de um anel viário e calçadões para pedestres transferiram o trânsito para longe da região central.

Na orla, a rodovia foi duplicada e ganhou uma ciclovia. Os famosos buggies deixaram de circular nas praias movimentadas enquanto o acesso às piscinas naturais ganharam regras mais rígidas.

Alie-se com essas modificações, as águas mornas e perfeitas para programas românticos ou em família, o que torna o cenário ideal para uma visita inesquecível.

A história de Porto de Galinhas

Antes de mostrarmos o roteiro ideal sobre o que fazer em Porto de Galinhas, é importante conhecermos detalhes de sua história.

Segundo uma lenda local, o nome Porto de Galinhas veio após o fim da escravidão no Brasil, quando o tráfico clandestino continuava a trazer pessoas negras do continente africano para o Recife.

Devido à grande fiscalização na capital, um dos recursos mais comuns era desembarcá-los na região de Ipojuca e avisar usando a seguinte senha: “tem galinha nova no porto”. Um século depois, o significado nocivo de seu nome adquire outro sentido com as piscinas naturais de águas mornas e os céus absurdamente azuis que formam a paisagem.

Praias Porto de Galinhas
Foto: Jobosco – Wikipedia (CC BY-SA 4.0) – com acréscimo de logomarca

As belezas naturais tornaram-se os encantamentos de turistas do mundo todo. Seja para os amantes de esportes em ondas fortes, que apostam em Maracaípe como point, seja para quem busca locais de tranquilidade para curtir a praia ou mergulhos ecológicos.

Em outras palavras, os aquários naturais e a vila aconchegante surpreendem do nascer do sol até o fim de tarde, onde, aliás, o mar costuma se apresentar mais revolto.

Quando ir e quantos dias ficar: conheça a tábua das marés

Marés Porto de Galinhas
Consulte o calendário das marés antes de viajar – Foto: FREITAFOTOS – Wikipedia (CC BY-SA 3.0)

Para curtir as piscinas naturais em Porto de Galinhas, qualquer época do ano é recomendada. Porém, para quem busca uma experiência mais completa, é importante saber que há uma diferença considerável de acordo com as fases da lua.

Essas alterações são condicionadas à tábua das marés, que é uma tabela disponível, na qual são mostrados todos os dados referentes às mudanças do mar ao longo do dia. A partir dela é possível saber os horários de pico da maré alta e baixa, assim como a altura do mar nesses horários.

De maneira geral, durante as luas cheia e nova, as piscinas são mais rasas e cristalinas. Além disso, a maré baixa acontece durante a manhã, tornando os aquários mais transparentes devido ao sol alto.

Por sua vez, nas luas crescente e minguante, a maré não costuma secar o suficiente para mostrar os recifes. Contudo, mesmo com tais particularidades, é possível curtir as praias, seja em mergulhos ou em passeios de jangada.

Os melhores meses, para quem busca, entre o que fazer em Porto de Galinhas, praias menos lotadas, são entre setembro e dezembro, antes do início oficial do verão. E é importante saber que, entre abril e agosto, as chuvas acontecem de maneira mais frequente.

O verão, como em todas as cidades litorâneas, é o período de mais turistas, e onde os preços ficam maiores e as atrações menos disponíveis.

Por último, sempre considere que todos os feriados costumam ter visitação de alta temporada. Isso porque Porto de Galinhas fica a apenas 50 km de Recife, facilitando, por exemplo, o passeio no fim de semana.

Como chegar em Porto de Galinhas?

Como chegar em Porto de Galinhas
Rota de Recife para Porto de Galinhas – Foto: Google Maps

Porto de Galinhas fica cerca de 50 km de Recife. Para quem chega a Pernambuco pelo aeroporto, as principais formas de deslocamento são os carros alugados, táxis, Uber ou Transfer. A opção de ônibus não é recomendada por ser uma viagem com muitas paradas, tornando o trajeto até três vezes mais longo do que as opções de carro.

O aluguel de carro é a melhor opção, principalmente para quem irá se hospedar em resorts ou praias mais distantes do centro de Porto de Galinhas. Você pode alugar um veículo pela RentCars com facilidade e segurança.

Também é importante considerar que, ao contrário do táxi e do Uber, o aluguel permite mais comodidade de retorno ao aeroporto, visto que os meios de transporte só estão disponíveis em Porto de Galinhas através dos carros que chegam até a cidade. Ou seja, não há regularidade em datas ou horários de retorno.

Na vila, os transportes urbanos são realizados por vans e, nesses casos, você fica menos confortável para se deslocar até os principais locais de turismo.

No próprio aeroporto é possível consultar os horários de transfer, como também pedir um veículo por aplicativo ou táxi.

Afinal, o que fazer em Porto de Galinhas?

Passeio jangada Porto de Galinhas
Foto: Felipe Zig

Quase todos os passeios e atrações de Porto de Galinhas envolvem práticas de esportes ou diversão nas águas cristalinas do lugar. Além disso, a vila possui uma movimentação noturna bastante acolhedora, com feirinhas ao ar livre e música ao vivo em bares e restaurantes.

Sobre esse último item, é importante frisar que, diferente de outros pontos turísticos famosos da costa do Nordeste — como Maragogi e São Miguel dos Milagres —, Porto de Galinhas se destaca pela agitação noturna com um centro bastante movimentado. Conheça abaixo as principais atrações.

Passeio de jangada nas piscinas naturais

O que fazer em Porto de Galinhas jangada
Faça o passeio de Jangada e se encante com as piscinas naturais – Foto: Felipe Zig

Uma das primeiras coisas que chamam atenção em quem chega ao litoral de Porto de Galinhas são as dezenas de jangadas na orla com suas velas coloridas.

Com passeios organizados pela associação de jangadeiros do lugar, os ingressos são vendidos em um quiosque na praça em frente à praia. Para realizar o passeio, é necessário verificar a tábua da maré e chegar antes do seu ponto mais alto. Nesse caso, quanto mais baixa for a maré, melhor será o visual.

Durante o passeio, há uma parada para caminhar sobre uma área de mais de 1 km de recifes, por isso a recomendação é que não esteja descalço. Um chinelo ou sapatilha aquática é suficiente para que não machuque os pés.

No trajeto, é possível contemplar diversos peixes, caranguejos e ouriços. Ao final, há um tempo reservado para quem deseja nadar entre os peixes. O tempo total do passeio é de aproximadamente 45 minutos.

Para crianças menores, há a opção de receber coletes salva-vidas e o jangadeiro faz o “batismo inicial” empurrando a jangada até onde não é possível ficar em pé. Após isso, ele apenas acompanha da parte rasa das piscinas.

Por esses motivos, os passeios de jangada tornam-se uma das principais atividades quando se procura o que fazer em Porto de Galinhas.

Passeio de buggy de ponta a ponta

Passeio de buggy Porto de Galinhas
Passeio de buggy é uma atividade muito comum em Porto de Galinhas – Foto: Felipe Zig

O passeio de buggy em Porto de Galinhas é uma oportunidade para conhecer o litoral sul pernambucano por 16 km de praia. Nele, você percorrerá as praias de Muro Alto, Maracaípe e Cupe, chegando até o encontro do rio com o mar, no Pontal de Maracaípe. Há ainda a opção alternativa de, após o passeio, conhecer os manguezais de jangada e ver de perto os cavalos-marinhos.

Os buggies podem ser alugados para passeio de até quatro passageiros, incluindo crianças. Importante citar que o condutor do buggy precisa ser um agente autorizado. Os passeios saem dos hotéis da região às 8h, 9h e 10h.

Praias paradisíacas de Porto de Galinhas

São várias as praias, o que dificulta a escolha sobre o que fazer em Porto de Galinhas. Contudo, abaixo, elencamos as mais admiradas pelos turistas e o que você encontrará em cada uma delas.

Praia do Muro Alto

Nascer do sol Muro Alto
Horizonte na Praia do Muro Alto – Foto: Júnior e Sandrinha – Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

Devido ao mar calmo e águas mornas, a Praia do Muro Alto é tida como a preferida para famílias com crianças ou quem busca tranquilidade. Um imenso muro de corais separa a praia do mar e suas águas são perfeitas para a prática do stand-up e caiaque.

Em virtude de suas excelentes estruturas de barracas, o local é o favorito dos turistas hospedados nos resorts e hotéis luxuosos da região.

Praia de Maracaípe

Maracaípe o que fazer em Porto de Galinhas
Foto: Leandro Neumann Ciuffo – Wikipedia (CC BY 2.0) – com acréscimo de logomarca

Com coqueiros e areia extremamente branca, a Praia de Maracaípe é a escolhida para quem quer curtir praia sem grandes aglomerações. Com mar mais agitado que as demais, as ondas são perfeitas para praticantes de surf, sendo inclusive parte do circuito brasileiro do esporte.

Nela, há um bom número de pousadas, restaurantes e barracas, contudo, para quem viaja com crianças, o ideal é o Pontal de Maracaípe, na foz do rio de mesmo nome. Isso porque o pôr do sol é um evento único no local e o encontro do rio com o mar deixa as águas semelhantes a uma piscina.

Praia do Cupe

Cupe
Foto: Vi neves – Wikipedia (CC BY 2.0)

Essa praia corresponde à parte norte de Porto de Galinhas e possui menor infraestrutura que as demais. Com belas e tranquilas piscinas naturais, é recomendada para adultos e crianças que desejam, por exemplo, mergulhar para ver de perto os peixes. Além disso, há aluguel de stand up paddle, caiaque e snorkeling.

Porto de Galinhas

Praia Porto de Galinhas
Foto: Elvis Boaventura – Wikipedia – (CC BY 3.0)

A praia que dá nome ao distrito é também conhecida por Praia da Vila. Considerada por 10 vezes consecutivas a melhor praia do Brasil, é uma das mais concorridas da região por sua proximidade com o vilarejo.

A dica é chegar bem cedo, após conferir a tábua das marés, para não precisar disputar espaço com ninguém nas barracas ao longo da praia. Há ainda uma variedade de bares e restaurantes por toda a orla.

Praia dos Carneiros

Praia dos Carneiros
Praia dos Carnerios em Tamandaré – Foto: Good light – Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

Essa praia fica localizada no distrito de Tamandaré, cerca de 55 km de Porto de Galinhas, mas merece uma atenção especial. Em outras palavras, é destino essencial para quem está no litoral pernambucano.

Seja pelo mar cristalino, pela natureza exuberante ou pelos coqueiros à beira-mar, tudo em Carneiros é encantador. A sugestão é sempre ir no início da manhã ou no fim da tarde, caso queira evitar aglomerações.

A praia possui longo trecho de areia na maré baixa e uma estrutura completa para quem deseja passar o dia e desfrutar de comidas típicas ou um bom drink. Os restaurantes mais conhecidos são o Bora Bora, Beijupirá e Sítio da Prainha.

O destaque entre eles fica para o Bora Bora, fundado em 1999, que busca trazer a atmosfera do Taiti para Carneiros. Nascido como um quiosque de coco, possui, hoje, a maior infraestrutura dos restaurantes locais naquela região.

É fundamental saber que, no caso de chegar até o Bora Bora de carro próprio ou alugado, há uma taxa de estacionamento por pessoa no veículo. Além disso, o Bora Bora recebe até 3 mil visitantes em dias de maior movimento.

Em geral, as praias em Carneiros possuem espaços públicos, mas as melhores localizações para barracas ficam onde se encontram os restaurantes. Nelas, é possível adquirir o passeio de catamarã pelo Rio Formoso ou ainda fazer um passeio mais intimista com os barqueiros da região.

A charmosa igrejinha de São Benedito é um dos destaques da Praia dos Carneiros. De frente para o mar, ela foi construída no final do século 18 e cria um cenário maravilhoso com as paisagens das piscinas naturais.

Ilha de Santo Aleixo

Ilha de Santo Aleixo O que fazer em Porto de Galinhas
Ilha de Santo Aleixo – Foto: Jobosco – Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

Ainda que pouco explorada turisticamente, a Ilha de Santo Aleixo é um lugar perfeito para desfrutar o dia em uma praia calma, longe da badalação de Porto de Galinhas e Carneiros. A ilha é uma área de preservação ambiental e pertence ao município de Sirinhaém, entre o caminho dos dois destinos citados.

Nos séculos 16 e 17, foi ocupada por navegadores espanhóis, portugueses, franceses e holandeses, sempre com o intuito de servir de base para as cargas ilegais de pau-brasil.
Hoje, tem entrada limitada, tornando o passeio bem privativo. Na ilha, é possível encontrar, além das praias, muitos coqueiros e ampla vegetação de arbustos, que dão um toque tropical ao passeio.

Calçadão no centro de Porto de Galinhas: ideal para comprar lembrancinhas de viagem

Galinhas Porto
Artesanato em Porto de Galinhas – Foto: Felipe Zig

O pequeno centro de Porto de Galinhas é bonito, organizado e interessante para quem quer conhecer mais do vilarejo ou fazer compras. Com lojas de artesanato local e um clima agradável, se destaca de outros centros de povoados litorâneos famosos do Nordeste.

Isso porque, além das galinhas que homenageiam personalidades e estão por todo o calçadão, o trânsito de carros é proibido. As esculturas de galinha com raízes de coqueiros foram criadas pelo artista local Carcará.

Amy Winehouse, Elvis Presley e Frida Kahlo estão entre os homenageados. O ateliê de Carcará é aberto à visitação e fica localizado nas proximidades da Pousada Samburá.

E por falar em galinhas, elas são recorrentes em todos os artigos das lojinhas. Desde chaveiros, ímãs, decorações para casa, panos de prato, toalhas até esculturas, é possível encontrá-las nas mais diferentes formas.

Em relação à vida noturna, o centro de Porto de Galinhas tem opções bastante agitadas para quem quer curtir música local, como forró. Boates, como a Birosca da Cachaça, Lua Morena e Lua Calliente, oferecem atrações ao vivo, drinks diversos e petiscos saborosos.

Para uma parada estratégica, a recomendação é o Café Brasil, situado na rua principal e com opções de pães, bolos, cafés e drinks, com vista para o mar.

Hotéis, resorts e pousadas: desfrute do conforto à beira-mar

O quesito hospedagem em Porto de Galinhas é bem completo para um vilarejo tão pequeno, o que garante conforto para desfrutar as piscinas naturais sem abrir mão de uma infraestrutura aconchegante. Por isso, além de escolher o que fazer em Porto de Galinhas, deve-se ter atenção às hospedagens.

Dos cinco principais pontos turísticos da cidade (Muro Alto, centro, Praia do Cupe, Pontal do Cupe e Maracaípe), separamos algumas dicas para que você escolha o melhor lugar para ficar.

Em Muro Alto

Caso escolha ficar em Muro Alto, o melhor trecho de praia é onde está o grande recife. Como o trecho externo a ele é tomado por pedras, não é possível entrar no mar. Por isso, escolha um dos hotéis de frente para o recife. Dentre os mais famosos estão o Nannai Residence e o Samoa Beach Resort.

O Nanai é o único hotel de praia brasileiro que tem porte de mega resort e hotel de luxo. Com bangalôs e piscina privativa, é a escolha ideal para quem busca luxo e ótima localização.

Nannai
Nannai Residence – Foto: divulgação – Booking.com

O Samoa Beach Resort tem padrão 4 estrelas e está situado entre vários flats da região. Inaugurado em 2018, faz frente com o melhor trecho da praia de Muro Alto.

Samoa
Samoa Beach Resort – Foto: divulgação – Booking.com

Onde hospedar no Pontal do Cupe?

Ocaporã O que fazer em Porto de Galinhas
Ocaporã Hotel – Foto: divulgação – Booking.com

A praia menos movimentada de Porto de Galinhas não tem nenhum hotel 5 estrelas, mas é possível encontrar acomodações interessantes como o Ocaporã, com piscina de frente para o mar e sistema all-inclusive ou, ainda, o Tabapitanga, com 50 apartamentos e porte de hotel.

Além desses, existe o Tabaobi Smart Hotel que fica próximo aos principais bares de praia do Pontal do Cupe.

Praia do Cupe

Vivá Porto de Galinhas
Vivá Hotel – Foto: divulgação – Booking.com

Para quem busca hospedagem entre o Pontal do Cupe (o ponto norte mais extremo da praia de mesmo nome) e a vila de Porto de Galinhas, aqui estão a maior parte dos hotéis e pousadas.

Na parte central da praia, é possível se encantar com a imensa piscina do Best Western Vivá ou com o requinte do Prodigy Marupiara.

Por sua vez, o Enotel se destaca pelo complexo de 700 apartamentos, além do Enotel Acqua Club, inaugurado em 2014, que tem um parque aquático com piscina de ondas e toboágua para adultos e crianças.

Já a Pousada Tabajuba é considerada um dos principais ícones de Porto de Galinhas por ser contemporânea ao restaurante Beijupirá, uma das maiores franquias gastronômicas de Pernambuco.

Hospedagem em Maracaípe

Pousada dos Coqueiros Hospedagem
Pousada dos Coqueiros em Maracaípe – Foto: divulgação – Booking.com

O contraste entre Porto de Galinhas e Maracaípe está intimamente ligado a um astral mais raiz, uma vez que esse último não se tornou um loteamento para condomínios. Logo, enquanto os outros locais de hospedagem possuem resorts diversos e multifuncionais, Maracaípe focou em pousadas mais rústicas e charmosas.

Exemplos disso são a Pousada dos Coqueiros, a Maracabana e a Xalés de Maracaípe. Em todas, é possível encontrar piscinas no jardim e apartamentos e/ou quartos completos, sejam para casais ou família.

Onde hospedar no centro de Porto de Galinhas?

Pousada
Pousada Porto Verde localizada no centro – Foto: divulgação – Booking.com

Mesmo sendo o ponto central de Porto de Galinhas, hospedar na região principal da vila está longe de ser o local mais nobre. A faixa litorânea é excelente, principalmente o trecho à esquerda da vila, porém as alternativas ficam entre boas e razoáveis.

Dentre as principais, é possível destacar a Pousada Porto Verde, ideal para os amantes de ambientes rústicos. Com vegetação abundante e uma piscina extremamente bonita nos fundos do local, ela se encontra a duas quadras do trecho principal das piscinas naturais.

Outra opção é o Baía Branca Porto de Galinhas. Localizado no centro do calçadão de Porto de Galinhas, o hotel tem piscina no terraço e foi inaugurado há apenas quatro anos.

Infelizmente, o prédio possui uma arquitetura que destoa da calma e bucolismo da vila, mas é excelente para acomodações de estadias rápidas ou, ainda, para quem deseja caminhar na região central do vilarejo.

Onde comer em Porto de Galinhas: gastronomia

Gastronomia Porto de Galinhas
Carne de sol com queijo coalho, prato servido no restaurante Barcaxeira – Foto: divulgação -site

Além das hospedagens e das praias, é importante também incluir a gastronomia em sua lista sobre o que fazer em Porto de Galinhas.

Enquanto os hotéis e pousadas estão distribuídos pelas praias de Porto de Galinhas, a maior parte dos restaurantes se concentra na região central. Entre eles, se destaca o Beijupirá. Com sete restaurantes, tanto em Pernambuco quanto Alagoas, o Beijupirá oferece um cardápio com receitas típicas locais e mescla pescados diversos com frutas tropicais.

O Barcaxeira oferece seis tipos diferentes de escondidinhos, enquanto o La Tratoria aposta em massas, risotos e em uma carta variada de vinhos nacionais e importados.

Já o Muganga — nome africano que significa “careta” — tem decoração com máscaras do continente e investe em pratos com frutos-do-mar, como o camarão salteado com brócolis e batatas douradas ao alho crocante.

Fora da região central, merece destaque a famosa galinha ao molho pardo, carro-chefe há mais de 20 anos no Cabidela da Natália.

Agora que você já sabe o que fazer em Porto de Galinhas, conheça outras regiões do nordeste do Brasil. Deixamos, como sugestão de roteiro, a cidade de Salvador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui