InícioBrasilMinas GeraisO que fazer em Sabará: história e cultura no coração de Minas...

O que fazer em Sabará: história e cultura no coração de Minas Gerais

Sabará MG é uma pequena e simpática cidade localizada a 25 km de Belo Horizonte, que encanta há séculos os turistas pela sua cultura e história. Isso porque o local, transformado em vila no ano de 1711, faz parte de um dos caminhos mais charmosos da Estrada Real.

Menos conhecida que Ouro Preto, Mariana ou Tiradentes, a cidade tem pontos turísticos e locais de visitação que encantam quem busca a calma mineira com as belezas do barroco.

Aliás, é importante lembrar que Sabará MG conta ainda com algumas obras centenárias de Aleijadinho, além de igrejas, museus, teatro e chafarizes. Mas, ainda assim, seu centro histórico é rodeado por área urbanizada.

Neste artigo, vamos mergulhar na história da cidade e conhecer todos as atrações que você precisa visitar. Vem conosco!

Sabará e a região metropolitana de Belo Horizonte

Sabará MG
Anoitecer no centro histórico de Sabará MG — Foto: GMVR92 — Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

Sabará costuma receber turistas de finais de semana ou mesmo um dia devido à proximidade com a capital. O percurso entre Belo Horizonte e a cidade pode ser realizado de ônibus urbano, aplicativos ou mesmo com o aluguel de carros.

Em média, são apenas 40 minutos do centro de BH até o município. O mesmo tempo vale para quem sai do Aeroporto de Confins.

História de Sabará MG

História
Sabará MG, 1880 — Foto: Marc Ferrez. Acervo Instituto Moreira Salles. — Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

O nome da cidade é de origem tupi e significa “grandes olhos brilhantes”, em referência ao ouro encontrado naquela região. Seu nascimento está ligado à descoberta aurífera no século 17 e à presença de Borba Gato e Fernão Dias, dois bandeirantes paulistas.

Por muito tempo, Sabará foi considerada a maior comarca de Minas Gerais, indo até à região de Paracatu, no Triângulo Mineiro. Atualmente, é a cidade histórica mais próxima da capital e se destaca pela receptividade de sua população.

Formada pelos distritos de Ravena, Carvalho de Brito e Mestre Caetano, Sabará MG conserva, especialmente em sua região central, capelas setecentistas e casarões do período colonial.

O que fazer em Sabará: pontos turísticos

Separamos os principais locais da cidade para você saber mais detalhes sobre o que fazer em Sabará. Confira três atrações imperdíveis.

Teatro Municipal

Teatro
Interior do teatro da cidade — Foto: Paulo JC Nogueira — Wikipedia (CC BY-SA 3.0)

O Teatro Municipal de Sabará foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1963, e é considerado uma das 7 maravilhas da Estrada Real. Sua arquitetura externa é marcada pela simplicidade e contrasta com o interior luxuoso em três níveis.

Segundo musicistas e atores que já apresentaram seus espetáculos no local, a acústica é uma das melhores que se tem conhecimento. O teatro tem inspiração em espaços similares italianos.

Possui 400 lugares, entre galerias, e 64 camarotes. Seu palco foi inaugurado em 1819 e, segundo relatos, o local recebeu as visitas de Dom Pedro I, em 1831, e Dom Pedro II, em 1881.

O teatro está localizado na rua Dom Pedro II, centro. Está aberto à visitação todos os dias da semana.

Museu do Ouro em Sabará MG

Museu do Ouro Sabará
Foto: Museu do Ouro – Flickr – (CC BY 2.0) – acréscimo de logomarca

O museu está instalado em uma antiga casa do século 17, com arquitetura colonial do mesmo período. Antigamente, funcionou como casa de fundição, cunhando e tributando o ouro extraído nas jazidas de Sabará MG.

O prédio foi transformado em museu em 1946. Em seu acervo, encontram-se equipamentos e peças de garimpo. Além disso, objetos talhados em ouro e uma prensa, datada de 1670, cuja função era triturar o ouro. O espaço também conta com uma biblioteca especializada na história de Minas Gerais.

A visitação funciona de terça-feira a domingo, do meio-dia às 17h, na rua da Intendência, centro de Sabará. Um valor simbólico é cobrado para entrada. O acesso é gratuito para escolas públicas, moradores de Sabará, maiores de 65 anos e menores de 5 anos.

Chafariz do Kaquende

O que fazer em Sabará
Chafariz do Kaquende está localizado na rua da República, em Sabará MG — Foto: Bernardo Gouvêa — Wikipedia (CC BY-SA 3.0) – acréscimo de logomarca

As águas do Chafariz do Kaquende, construído em Sabará no ano de 1950, vêm da nascente do Morro de São Francisco. O significado do nome em tupi significa “água cristalina que dali brota”. Tombado como patrimônio histórico, o monumento é cercado por duas lendas.

Uma delas conta que, se alguém tentar controlar suas águas, ele deixará de jorrar. A outra diz que, nas sextas-feiras de lua cheia, por volta da meia-noite, um belo jovem sai do chafariz para seduzir uma moça. O filho fruto dessa relação será um curupira ou um saci.

Ainda segundo as tradições sabaraenses, quem bebe de suas águas sempre retorna à cidade.

Igrejas seculares mostram a essência do barroco mineiro

Assim como na cidade histórica de Ouro Preto, as igrejas de Sabará MG datam dos séculos 17 e 18 e se destacam pela riqueza histórica e arquitetônica. Confira as principais e belas igrejas que contam a história da cidade.

Igreja de Nossa Senhora do Ó de Sabará

Igreja Sabará MG
Arquitetura da Igreja de Nossa Senhora do Ó mistura influências barroca e chinesa — Foto: Ricardo André Frantz — Wikipedia (CC BY 3.0)

A igreja mais conhecida do município foi inaugurada em 1717 e representa o barroco mineiro em sua essência. Possui, inclusive, influência chinesa, comum neste período, e adornos tanto em sua parte interna quanto externa.

Aliás, sua arquitetura já foi citada por historiadores como “por fora, cascalho rude e, por dentro, esplendendo em belezas”. Isso porque tem requintada nave com quinze painéis e capela-mor com temática mariana. Por apresentar diversas categorias de arte, sugere-se que a criação da igreja foi realiza por mais de um artista.

A igreja é tombada pelo patrimônio desde 1938, juntamente ao centro histórico de Sabará MG e aos conjuntos da Rua Direita.

Igreja de Nossa Senhora da Conceição

O que fazer em Sabará MG
A igreja está localizada na Praça Getúlio Vargas no centro de Sabará MG — Foto: Google Street View

Popularmente conhecida por “Igreja Nova” ou “Grande”, a igreja ganhou esses apelidos por substituir uma capela no mesmo local. Contudo, apesar da denominação, tem documentos que datam sua construção em 1718.

Com estrutura em formato de gaiola e feita em madeira, seus vãos são preenchidos com adobe, um antigo de material que foi substituído pelo tijolo.

A fachada e as paredes laterais são feitas em taipa e seguem os modelos das igrejas do início do século 18. Isso significa que a fachada é simples e o interior bastante rico.

Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Igreja o que fazer em Sabará
Foto: Dlee saxx — Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

Projetada pelo mestre Tiago Pereira, sua obra iniciou em 1763 e foi finalizada apenas em 1847. Porém, seu destaque vai para a participação de Aleijadinho e sua equipe, que fizeram esculturas e entalhes para o portal da fachada.

Com planta no modelo colonial, sua única nave tem forro em gamela e uma capela-mor separada.

Igreja de Nossa Senhora das Mercês em Sabará MG

Mercês
Igreja de Nossa Senhora das Mercês – Foto: Google Street View

Com arquitetura simples, a história do local aponta que, em 1781, a igreja foi reformada. Neste período, a imagem da padroeira foi, temporariamente, transferida para a Igreja do Carmo.

Seguindo o padrão típicos das primeiras igrejas mineiras, possui frontão triangular, portal central e duas torres. Internamente, quase não possui ornamentações, mas sua localização privilegiada garante a visitação de muitos fiéis e turistas.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Igreja do Rosário
Ruínas da Igreja do Rosário. Foto: Bernardo Gouvêa – Wikipedia (CC BY-SA 3.0)

Erguida como capela em 1713, esta igreja tem apenas ruínas, uma vez que não foi finalizada. Os escravos que iniciaram suas obras em 1768 abandonaram a construção com a abolição da escravatura, em 1888.

A capela em seu interior não possui revestimento em ouro, apenas pintura. As imagens de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia estão no altar-mor. Em sua sacristia, funciona o Museu de Arte Sacra, com imagens e crucifixos dos séculos 18 e 19.

Igreja de São Francisco de Assis

O que fazer em Sabará
Imagem de São Francisco de Assis em Sabará MG — Foto: Ricardo André Frantz — Wikipedia (CC BY 3.0)

Nascida como uma capela simples em Sabará, tornou-se uma obra de igreja de grande porte em 1772. Todavia, por também não ter sido finalizada, possui decoração expressiva apenas no altar-mor.

Durante a Semana Santa, acontecem a realização de tradicionais celebrações para marcar as datas celebradas pelos cristãos. Os fiéis expressam a fé acompanhando a exibição da imagem do Senhor Morto, a procissão do Fogaréu e o Setenário das Dores.

Festas com gastronomia e religiosidade encantam turistas em Sabará MG

Além dos pontos turísticos citados, como toda boa cidade mineira, Sabará tem festas populares e tradicionais.

Para os amantes da culinária de Minas Gerais, Sabará MG é chamada de terra da jabuticaba e dedica o mês de novembro para transformar a frutinha em seu “ouro negro”. Em outras palavras, é possível encontrar quitutes e pratos típicos feito com jabuticaba.

Além disso, é possível também encontrar licores e bebidas preparadas com a fruta. São 4 dias de festival no centro histórico, com apresentações culturais para cerca de 130 mil pessoas que circulam neste período.

Festa Sabará MG
Ora-pro-nóbis, planta rica em nutrientes usada na festividade – Foto: Photo by David J. Stang – Wikipedia (CC BY-SA 4.0) – acréscimo de logomarca

Já a Festa do Ora-pro-nóbis acontece no aconchegante bairro Pompéu, cerca de 3 km do centro, no início de maio. Com o típico ar de festa do interior, é possível encontrar, além de comidas típicas diversas, concurso gastronômico de pratos que leva o ora-pro-nóbis como receita.

Inclusive, no mesmo bairro, desde o ano de 1772, acontece também a Festa do Divino Espírito Santo. Neste caso, a festa com cunho religioso atrai fiéis do país inteiro e mantém a tradição de procissões, celebrações e louvor.

Por último, a Semana Santa em Sabará é realizada há mais de 200 anos, com encenações ao vivo de passagens da vida de Cristo, lava-pés e Via-Sacra. Pelas ruas, é possível sentir o cheiro de manjericão, alecrim e arruda durante as festividades.

Onde ficar em Sabará MG e outras cidades

Hospedagem Sabará MG
Fonda Hotel Fazenda é uma das hospedagens disponíveis com opção para alimentação – Foto: divulgação Booking.com

Boa parte dos turistas que vão conhecer Sabará optam pelo bate-e-volta. Isso porque Belo Horizonte oferece uma maior quantidade e qualidade de hospedagens.

Para quem opta por se hospedar em Sabará MG, as dicas são o Fonda Hotel Fazenda, a Pousada Villa Real e o Solar dos Sepúlvedas. Em ambos, você encontrará restaurantes, bares, banheiros privativos e piscinas ao ar livre.

O Fonda Hotel Fazenda fica no distrito de Ravena, aproximadamente meia hora do centro da cidade, enquanto a Pousada Villa Real está apenas 2 quarteirões do centro comercial de Sabará. Já o Solar dos Sepúlvedas está no centro histórico, com comodidades similares às outras, e é a opção mais indicada para reserva de famílias.

Wendell Soares
Wendell Soares é jornalista, pós graduado em Marketing Digital e apaixonado por música, literatura de terror, gatos e viagens. Nem sempre nessa ordem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui