Início Brasil Obras de Aleijadinho: turismo pelo barroco de Minas Gerais

Obras de Aleijadinho: turismo pelo barroco de Minas Gerais

As obras de Aleijadinho estão entre os principais pontos de visitação dos turistas nas cidades coloniais brasileiras. Em Minas Gerais, elas são parte importante para recontar a história do Barroco, uma vez que decoram praças, igrejas e museus em todo o estado.

Antônio Francisco de Lisboa, popularmente conhecido como Aleijadinho, é um dos maiores ícones da arte brasileira e, neste artigo, você vai entender o porquê. Com um enorme legado histórico-cultural durante o Ciclo do Ouro, sua arte pode ser contemplada em belíssimas esculturas, entalhes de madeira e altares de igreja.

Mas você sabe a história por trás do mito desse artista escultor, arquiteto e entalhador? Venha conosco e conheça suas obras.

Quem foi Aleijadinho

Nascido em Ouro Preto, Minas Gerais, em 29 de agosto de 1738, Antônio Francisco Lisboa, chamado de Aleijadinho, contribuiu ativamente nas linguagens estéticas do Barroco mineiro. Ele foi filho de uma mulher escravizada e um português.

Desde criança aprendeu o ofício de seu pai e seu tio Antônio Francisco Pombal, renomado entalhador daquele período. Trabalhou normalmente até os 40 anos, quando uma doença degenerativa nas articulações começou a reduzir seus movimentos.

Historiadores trabalham com a hipótese que Aleijadinho sofria com hanseníase, porém não há comprovação sobre isso. Contudo, mesmo com a doença acometendo seu corpo, contam que o artista amarrava suas ferramentas em seus punhos e continuava criando. O principal conjunto arquitetônico de sua criação — os 12 profetas em Congonhas do Campo — foram criados neste período.

Aleijadinho faleceu aos 76 anos, em 1814, segundo consta em sua biografia. A riqueza de seu trabalho o tornou reconhecido mundialmente. As principais obras de Aleijadinho são consideradas as maiores peças da arte barroca brasileira.

Conforme informações do Governo do Estado de Minas Gerais, a produção de suas obras de arte é extensa. Além de Ouro Preto, Congonhas, Tiradentes, São João del Rei, Mariana e Sabará, dentre outras cidades contam com parte do acervo de criação.

Fizemos uma lista com 10 cidades de Minas Gerais onde é possível encontrá-las e admirar a genialidade do maior artista do Barroco no Brasil. Confira!

Barão de Cocais: projetos pioneiros de Aleijadinho

Santuário de São João Batista
Santuário São João Batista em Barão de Cocais — Foto: João Cota – Fonte: Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

A cidade foi fundada no século 18 durante a busca por ouro e outros minerais. Com o antigo nome de São João Batista do Morro Grande, teve sua igreja matriz idealizada pelos moradores em 1759. Porém, três anos depois, a planta da obra chegaria à cidade vinda de Lisboa.

A maior parte da população não aprovou o projeto português e, por isso, foi sugerido Aleijadinho, artista já conhecido na região, para realizar as modificações. Dessa forma, atribuiu-se a ele o projeto definitivo, que realçou a posição das torres cilíndricas e a base diagonal em relação à igreja.

Aliás, essa nova proposição se tornou a referência para as demais igrejas que tiveram projetos de Aleijadinho em Minas Gerais. Vale destacar que a igreja em Barão de Cocais foi a primeira sob sua completa responsabilidade.

Segundo historiadores, é possível identificar sua “caligrafia” em todo o conjunto. Os pontos de maior prominência das obras de Aleijadinho na Matriz são o portal e a imagem de São João Batista.

Os interessados em conhecer a cidade de Barão de Cocais podem acessá-la, saindo de Belo Horizonte, pela BR-381, ficando cerca de 2h da capital mineira. O acesso também pode ser feito por meio do Trem Belo Horizonte – Vitória.

Caeté: fé e devoção em 3 obras de Aleijadinho

Obras de Aleijadinho em Caeté
Algumas obras de Aleijadinho estão na igreja Matriz Nossa Senhora do Bom Sucesso — Foto: Helder Ribeiro – Flickr (CC BY-NC-SA 2.0)

A cidade de Caeté está localizada na região metropolitana de Belo Horizonte e se destaca por ter um dos resorts mais interessantes de Minas Gerais, o Tauá Resort Caeté. Além disso, o município possui o Santuário de Nossa Senhora da Piedade entre as 7 maravilhas da Estrada Real.

Se fosse apenas isso já mereceria a atenção dos turistas, mas ainda há o talento de Aleijadinho em 3 esculturas importantes para o Barroco.

Primeiramente, a imagem de Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais, merece destaque. Estudos apontam que o retábulo do altar-mor onde está a imagem da santa tem as mesmas composições de outras obras, como a Capela de São José, em Ouro Preto.

Na imagem, chamada de “A Pietà de Minas”, Maria segura Cristo morto em seus braços. A peça possui mais de 100 kg e 1,25 metro de altura.

Por último, na Matriz Nossa Senhora do Bom Sucesso, há as imagens de Nossa Senhora do Carmo e Santa Luzia feitas em madeira. Também existem relatos de um antigo vereador caetense, escrito no século 18, que atribui a planta da matriz também ao Aleijadinho.
Enquanto a imagem de Nossa Senhora do Carmo adorna o altar principal, Santa Luzia está em um dos altares menores, junto a outros santos católicos.

Congonhas e os profetas: principais obras de Aleijadinho

Obras de Aleijadinho — 12 profetas
Os 12 profetas de Aleijadinho em Congonhas — Foto: Pixabay

Mesmo que não seja a principal escolha dos turistas nas cidades históricas de Minas Gerais, Congonhas é única quando falamos das obras de Aleijadinho. Isso porque a cidade, situada às margens da BR-040 e a pouco mais de 1h20 de carro para quem sai de Belo Horizonte, possui as principais obras do artista.

No total, são 12 profetas, esculpidos em pedra-sabão e apoiados no adro do Santuário Bom Jesus de Matozinhos. Além disso, o complexo conta com 64 esculturas em cedro, em tamanho natural e a portada de entrada da Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

Nesta última, Aleijadinho esculpiu a guirlanda com três anjos, os símbolos da eucaristia e a coroa de Nossa Senhora. O conjunto de imagens é tão monumental que foi considerado pelo francês Germain Bazin, um dos maiores estudiosos do barroco mineiro, como um dos mais belos do mundo.

Profetas
Os 12 profetas são obras de Aleijadinho conhecidas mundialmente — Foto: Lima Andruška – Flickr (CC BY-SA 2.0)

Cabe destacar que o Santuário foi tombado como patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Conheça mais detalhes sobre Congonhas, quais atividades fazer na cidade e se encante.

Felixlândia e Nova Lima: transferências da Fazenda do Jaguara

Detalhes do altar
Talhas do altar da Matriz de Nossa Senhora do Pilar foram feitas por Aleijadinho — Foto: Ricardo André Frantz – Wikipedia (CC BY 3.0)

A antiga Fazenda do Jaguara está situada próxima ao aeroporto de Confins, região que, hoje, pertence ao município de Pedro Leopoldo. No século 18, funcionou como um dos principais postos fiscais da Coroa portuguesa, com vocação agrícola e de extração mineral.

Desativada desde o século 19, a fazenda tem uma capela em ruínas, onde foram encontrados os altares em madeira e a imagem de Nossa Senhora da Piedade, que no século seguinte foram transferidos dali.

Enquanto a imagem da santa ocupou o altar-mor da Matriz de mesmo nome, em Felixlândia, a Matriz de Nossa Senhora do Pilar, no centro de Nova Lima, recebeu as talhas para composição de seu altar. Ambas, atribuídas como obras de Aleijadinho.

Mariana e Ouro Preto: vizinhas coloniais

Museu com obras de Aleijadinho
O Santuário de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias, em Ouro Preto, é onde estão museu e túmulo de Aleijadinho — Foto: Ronaldo Caldas/ASCOM/Ministério da Cidadania – Fonte: Wikipedia (CC BY 2.0)

As cidades de Ouro Preto e Mariana ficam apenas 15 km de distância uma da outra, e cerca de 100 km de Belo Horizonte. Enquanto Ouro Preto é a cidade mais visitada de todo o barroco brasileiro, Mariana tem encantos para uma visita, em geral, de um dia.

Em ambas as cidades, há vários pontos especiais para apreciar as obras de Aleijadinho em toda sua essência.

Começando por Mariana, é possível encontrar bustos-relicários de Santo Hilário e Santo Athanásio, além das imagens de São João Nepomuceno e São Joaquim, todas esculpidas em madeira. As obras pertenceram ao Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, e hoje estão no Museu Arquidiocesano de Arte Sacra de Mariana.

Mariana tem muitas atrações que recontam a história do país. Vale a pena conhecê-la.

Por sua vez, a cidade natal de Aleijadinho, Ouro Preto, reserva peças e arquiteturas peculiares do escultor. A começar pelo anjo tocheiro, em madeira, que fica na sala dedicada a ele no Museu da Inconfidência.

A Matriz de Nossa Senhora do Carmo reúne obras como o lavabo da sacristia e a portada. Já a igreja do Senhor Bom Jesus do Matosinhos tem uma portada do artista. Essas obras de Aleijadinho foram produzidas usando pedra-sabão.

Na Igreja São Francisco de Assis existem os púlpitos, o lavabo, a talha da capela-mor e a fachada atribuídas ao escultor. E nas Igrejas de Nossa Senhora das Mercês e Perdões e de São Francisco de Paula, ele é o responsável pelo desenho da capela-mor.

Aliás, em Ouro Preto, anexo à Igreja São Francisco de Assis, há um museu dedicado exclusivamente ao Aleijadinho. Nele, estão os quatro leões de Eça e demais documentos que rememoram a trajetória do artista.

Para conhecer todas as igrejas da cidade, veja o guia completo.

Obras de Aleijadinho em Sabará

Imagens de Sant'Ana Maestra
Imagens de Sant’Ana Maestra, da esquerda para direita, de 1791-1812 e de 1775-1790 – Ambas as fotos: User:Dornicke – Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

A cidade de Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte, é o principal passeio no Caminho Sabarabuçu da Estrada Real. Além de outras preciosidades do barroco mineiro, como o Teatro Municipal, o lugar reserva espaço para obras importantes de Aleijadinho.

Dentre elas, a imagem de Santana Mestra e a fachada no Museu do Ouro, dois atlantes de madeira e as imagens de São Simão Stock e São João da Cruz, na Igreja Nossa Senhora do Carmo.

Matriz de Santo Antônio em Tiradentes

Sendo o mais antigo e principal templo católico de Tiradentes, a matriz de Santo Antônio foi construída a partir de 1710. Essa igreja representa um dos mais importantes monumentos do Brasil colonial.

Mudanças na igreja
Matriz de Santo Antônio passou por intervenções — Foto: Alex costa maciel – Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

Contudo, no final do século 18, sua fachada sofreu intervenções, tendo sua frontaria substituída por um traçado rococó encomendado ao Aleijadinho. Dessa forma, a porta central conta com uma moldura em pedra entalhada, com o típico traçado do escultor.
Tiradentes é uma encantadora cidade devido ao charme de sua arquitetura, a deliciosa gastronomia e toda a história que reúne. Neste guia completo, você conhecerá as principais atrações para visitar na cidade.

São João del Rei em 2 portadas exclusivas

A construção da Igreja de São Francisco de Assis começou em 1774 e a autoria do projeto original é de Aleijadinho. Ele seria modificado em alguns pontos por Francisco de Lima Cerqueira, contudo, é evidente a assinatura do escultor pela estrutura redonda da nave-mor e pelas torres cilíndricas. Tanto sua portada quanto a da Igreja Nossa Senhora do Carmo, utilizam da pedra-sabão para sua construção.

Torres Obras de Aleijadinho
As torres cilíndricas são marcas das obras de Aleijadinho — Foto: Cristiano Teixeira – Wikipedia (CC BY-SA 4.0)

Além de belas igrejas para visitar, em São João del-Rei, você encontra diferentes atrações para conhecer. Os museus Ferroviário e de Artes Sacra, a rua da Cachaça e as belas pontes são ótimos lugares para passear.

Quer conhecer as obras de Aleijadinho? Aproveite e conheça mais sobre as cidades históricas mineiras em nossos artigos no site. Com certeza, você ficará deslumbrado com a riqueza histórica de Minas Gerais.