Metro de Paris – Foto: wikipédia (CC BY 2.0) Paris

Paris é uma grande metrópole. A cidade, de 2,2 milhões de habitantes, é bem extensa. Diferentemente de outras cidades turísticas, as atrações ficam espalhadas pela cidade e algumas delas na região metropolitana, como é o caso de Versalhes e da Disneyland. Por isso, você precisará de algum transporte para se deslocar na cidade.

A maioria das atrações turísticas ficam na região central de Paris, entretanto nem todas ficam próximas entre si. Por exemplo, o Museu do Louvre, que está em um dos pontos mais centrais da cidade, fica a 3,5 km de distância do Arco do Triunfo e a 4 km da Torre Eiffel.

Leia também: Os principais e mais importantes museus de Paris que não podem faltar no seu roteiro

É possível se deslocar a pé em Paris?

Sim. Se você estiver disposto a caminhar é possível se deslocar a pé para conhecer a maioria das atrações turísticas da cidade. Serão caminhadas entre 1 e 3 km. A questão é que no seu roteiro terão atrações que ficam um pouco mais distantes e fazer apenas deslocamentos a pé, gastará mais tempo.

É preciso lembrar que a maioria dos museus fecham às 18:00 horas. Além disso, os hotéis da região central de Paris são mais caros. Para conhecer os bairros leia: Onde ficar em Paris, os melhores e mais baratos bairros do centro. Grande parte dos turistas ficam em hotéis e bairros mais afastados do centro, o que significa que você terá que pegar um meio de transporte para chegar a parte central da cidade.

Há também a possibilidade de andar de bicicleta em Paris. Entretanto, como o transito é intenso e não há muitas ciclovias, pode não ser a melhor opção. E se for andar de bicicleta não esqueça de fazer o seguro viagem, não apenas para prevenir de alguma queda, mas porque ele é obrigatório para estrangeiros que visitam a Europa. Para saber mais leia o texto: Viagem a Paris? Não esqueça o seguro viagem que é obrigatório.

Foto: Marco Verch Professional (CC BY 2.0)

Meios de transporte em Paris

.

Táxi

Foto: Chris Goldberg (CC BY-NC 2.0)

O táxi é a opção mais cara para se deslocar na cidade. Paris possui mais de de 17 mil táxis e eles são facilmente identificados pelas placas no teto “Taxi Parisien”. Apesar deles terem que te levar aonde você quiser, existem motoristas que recusam corridas dependendo do trajeto/tráfego.

Entretanto, o maior problema são as tarifas, pois elas já começam em quase €4 e a tarifa mínima é de €7. A taxa por quilômetro rodado é alta, principalmente se for “noturna” (17:00 às 10:00) ou final de semana. Caso você chame o táxi por telefone ou aplicativo há ainda uma cobrança extra.

Apesar da praticidade de te pegar e levar onde você quer, utilizar táxi elevará seus gastos de viagem. É melhor deixar o táxi apenas para necessidade especiais.

Uber

Foto: Philippe Rouzet (CC BY-NC-ND 2.0)

Opção semelhante, porém mais barata que o táxi, o Uber está bem difundido em Paris. Existem algumas pequenas diferenças em relação ao serviço prestado no Brasil. A princiapl delas é que em Paris há 6 categorias diferentes: UberBERLINE, UberGREEN, UberX, UberACCESS, UberVAN e UberPOOL.

O UberBERLINE é equivalente ao UberBLACK, ou seja, possui carros melhores. O UberGREEN são carros elétricos, ou seja, não poluem, por isso o nome green (verde). O UberX é equivalente ao nosso, com carros mais simples. O Uber ACCESS é voltado a pessoas com mobilidade reduzida, como cadeirantes. Vale ressaltar que os valores do X, Green e Access são semelhantes, porém a frota do X é muito maior que as outras duas.

O UberVAN é composto por mini-vans, ou seja, carros que comportam mais pessoas, ideais para famílias maiores e grupos. O UberPOOL é equivalente ao nosso UberJUNTOS, que são corridas compartilhadas.

Contudo, há uma questão muito importante que muita gente se esquece. Sem internet fica impossível chamar o Uber. Por isso, se você pretende utilizar o Uber em sua viagem à Europa, não se esqueça de comprar um chip de internet 4G para o seu celular. Há algumas empresas que vendem chips com internet rápida na França. Mas, para quem quer já sair do Brasil com a internet, vale a pena utilizar o serviço da EasySim4U, a empresa vende chips com internet para a Europa que eu usei e recomendo. Nosso blog possui uma parceria com a empresa, por isso utilize cupom ABRACEOMUNDO10 e receba 10% de desconto na compra do seu chip.

Ônibus turístico

Ônibus turístico – Foto: divulgação Open Tour Paris

Essa é mais uma opção de um city tour do que um meio de transporte propriamente dito. Os ônibus turísticos passam pelos principais pontos turísticos da cidade e você pode descer onde quiser e depois pegá-lo novamente. Também há uma explicação em áudio guia em português sobre os pontos em que estão passando.

Eles são um pouco caros, mas é uma boa opção para ter uma visão geral da cidade. Há quem não abre mão de utilizar um ônibus turístico em uma viagem à Europa.

Entre as principais empresas que operam em Paris estão: Open Tour Paris  e  Big Bus Paris. Caso você queira um city tour propriamente dito, que seria equivalente a esses ônibus, porém em apenas um trajeto de 1h 45min sai mais barato. A empresa Paris City Vison faz esse serviço.

Leia também: Paris é cara? Veja quanto custa uma viagem a Paris

Transporte Público

O transporte público é a melhor opção de deslocamento na capital francesa na minha opinião. Paris possui uma rede de transporte público muito estruturada e com diversos meios de transportes que cobrem toda a cidade.

Essa costuma ser a opção mais barata e rápida, tendo em vista que metrô, trem e tramway (VLT) não pegam trânsito. Vamos falar agora de cada um deles.

Metro

Metro em Paris – Foto: wikipédia (CC BY 3.0)

O metrô é o principal meio de transporte dos parisienses e também dos turistas que desembarcam na cidade. O metrô de Paris é rápido, eficiente e bem extenso. Com 16 linhas, 320 estações e mais de 200 km de linhas o metrô engloba quase toda a cidade. Entretanto, existem algumas regiões que ficam mais distantes de uma estação de metrô, principalmente nos bairros mais distantes do centro.

Como, provavelmente, será a principal forma de você se deslocar em Paris, vale a pena verificar se seu hotel fica próximo a uma estação de metrô. Se você se hospedar em um dos bairros centrais de Paris, dificilmente você ficará muito longe do metrô. Entretanto, pode acontecer nos bairros mais distantes. Veja nossa lista de hotéis baratos e de melhor custo-benefício próximos ao metrô.

O metrô é o meio de transporte público mais fácil de ser utilizado. As linhas possuem números e cores e as estações são bem sinalizadas, por isso fazer um trajeto mudando de linhas é algo bem fácil.

O metrô não funciona 24 horas, mas opera das 5:30 da manhã às 1:00 da madrugada durante a semana e até às 2:00 aos finais de semana. Então, dificilmente você precisará do metrô em um horário que ele não esteja funcionando.

Ônibus

Ônibus em Paris – Foto: wikipédia (CC BY 3.0)

Paris também possui uma extensa rede de ônibus. Existem várias linhas que cobrem toda a cidade, chegando até onde o metrô não chega. Porém, saber qual ônibus pegar, mesmo com o Google Maps ajudando, já não é uma tarefa tão simples.

Apesar dos ônibus serem confortáveis, eles podem pegar grandes engarrafamentos nos horários de pico. Entretanto, pode ser um bom passeio para quem não está com pressa e se interessa em apreciar a paisagem de diferentes bairros da cidade.

O bilhete de ônibus pode ser comprado dentro do veículo e lhe permite 1h 30min de integração com outra linha de ônibus ou de Tramway (VLT).

Tramway – VLT

Tramway – VLT de Paris- Foto: michallon (CC BY-NC-ND 2.0)

O Tramway é o que conhecemos como VLT, veículo leve sobre trilho. É aquela versão moderna do antigo bonde presente em muitas cidades europeias. Existem nove linhas e 184 estações de VLT em Paris. Esse transporte não está presente em toda a cidade, mas em parte dela, principalmente em bairros mais afastados da região central.

O VLT é muito fácil de ser utilizado, pois funciona como um metrô. Entretanto, se o trajeto que você for fazer tiver a opção de VLT e metrô, opte pelo metrô, pois o VLT é mais devagar e o intervalo entre as viagens são maiores.

Vale ressaltar que as paradas costumam ser abertas, porém você precisa comprar seu bilhete em uma máquina que há na estação e validar o bilhete dentro do vagão. Caso não valide ou ande sem bilhete e aparecer um fiscal, você precisará pagar uma multa.

RER – trem

Trem em Paris – Foto: wikipédia (CC BY 3.0)

O RER é a rede de trens que liga Paris às demais cidades da região. O RER possui cinco linhas (A, B, C, D e E) e mais de 200 estações. Apesar de no dia a dia a maioria dos turistas não precisar utilizar os trens, eles são essenciais, já que são a principal forma de transporte para chegar até Versalhes, Disneyland Paris, aeroporto Orly e aeroporto Charles de Gaulle.

LEIA TAMBÉM:
Foto de capa do Metro de Paris – Foto: wikipédia (CC BY 2.0)

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.