Museu do Louvre - Foto: Grufnik (CC BY-NC-ND 2.0) Paris

Paris é uma cidade cheia de museus e monumentos. Alguns deles, devido a sua história, seu acervo ou sua importância arquitetônica, merecem uma visita guiada para você entender melhor a importância daquela atração.

Muitas vezes, uma atração turística não chama nossa atenção pelo visual, apenas depois de saber da sua importância histórica e artística que passamos a dar valor aquele lugar. Além disso, saber de algumas histórias e curiosidades deixa a visita ainda mais interessante.

Para obter tal conhecimento você só tem duas opções: ou compra um guia de viagem muito bom ou faz uma visita guiada à atração turística. Ah, esqueci de falar, não basta só comprar o guia, precisa ler também! rsrs

Então, a opção mais prática e de menor esforço é uma visita guiada! Neste post vou falar quais são as atrações turísticas de Paris que mais fazem diferença você ter uma visita guiada.

Leia também: Os principais e mais importantes museus de Paris que não podem faltar no seu roteiro

 

Palácio de Versalhes

Jardins do Palácio de Versalhes

Essa é minha atração favorita de Paris! O Palácio de Versalhes é magnífico! Desde que Luís XIV se mudou de Paris para lá, o palácio ganhou melhorias e histórias, até o último rei da França, Luís XVI, e sua famosa esposa Maria Antonieta terem sido presos e decapitados pela Revolução Francesa.

A visita guiada ao Palácio de Versalhes dura 75 minutos, é em inglês, espanhol ou francês e fala sobre a história do prédio, mobília e principais aposentos e quadros.

Uma outra opção é a visita com o áudio guia, em que você aperta o número do aposento/quadro e ele lhe conta a história daquele local/obra. A vantagem do áudio guia é que está em português. Existe também a visita com o áudio guia + transporte ida e volta de Paris, que sai mais caro do que indo de trem, mas vale a pena para quem quer comodidade. Há horários pela manhã e a tarde.

Outra vantagem dos tours guiados é que eles não precisam entrar na fila das atrações, pois há uma entrada específica.

Museu do Louvre

Museu do Louvre

O Louvre (foto de capa) não é apenas o melhor museu da França, mas também um dos mais importantes do mundo! Ele recebe 8 milhões de visitantes por ano (dados 2017). O Louvre possui uma extensa e importante coleção; são esculturas greco-romanas, sarcófagos e artefatos egípcios, obras de arte renascentista, entre várias outras temáticas entre as 35 mil obras de seu acervo.

Você já deve ter escutado falar que é fácil ficar perdido lá dentro e é mesmo! São 60 mil metros quadrados, o que equivale a 30 Museus do Ipiranga de São Paulo. Por isso, o que não faltam são obras de arte para ver e com o tempo limitado, você acaba não vendo o que o museu tem de mais importante, por isso uma visita guiada é interessante no Louvre.

tour guiado em português no Louvre dura 2h 30min e percorre as principais salas do museu. Para quem está com pouco tempo na cidade-luz um tour noturno pode valer a pena, porém ele é só em inglês. Para quem quer mais atenção, existem guias privados para o Louvre em inglês e espanhol. Para quem está viajando com crianças, vale a pena o tour particular para famílias e crianças em português.

Caso não queira um guia, mas queira conhecer mais sobre o museu, pode pagar pelo áudio guia que está disponível também em português. Só não deixe para comprar o ingresso na hora, pois as filas são bem grandes. Veja aqui o preço do ingresso simples.

Catedral de Notre Dame

Igreja de Notre Dame

Esse texto foi escrito antes do infeliz incêndio que atingiu a Catedral de Notre Dame. O incêndio chocou o mundo inteiro. Apesar de ter destruído o telhado e vários objetos, a estrutura da igreja não foi atingida. Vou contar como era a visita a Notre Dame e como está agora.

A igreja em estilo gótico, que foi considerada grotesca quando concebida no século XII, era a atração mais visitada de Paris.

Existem dois fatores que contribuíram para a igreja ser tão visitada: primeiro ela é de uma beleza ímpar, segundo porque a entrada é gratuita. Isso é bom do ponto de vista financeiro, mas também significa filas, que podem ser bem extensas e demoradas, dependendo do dia e do horário.

A parte mais bonita da igreja são seus vitrais, mas são suas gárgulas que fazem mais sucesso entre os turistas. A igreja foi construída entre 1163 e 1245 e foi reformada em várias ocasiões, sendo que a versão atual de grande parte da decoração interna é do final do século XIX. Durante todo o período de construções e reformas da igreja, Paris se transformou e Notre Dame acompanhou essa transformação.

Antes do incêndio, o tour guiado a Notre Dame era muito procurado por turistas. O tour de uma hora era feito em inglês e espanhol. O único problema do tour é que ele não subia a torre onde estão as gárgulas, para isso era preciso reservar o tour guiado + torres em inglês. Uma dica que dou é que vale muito a pena subir as torres da Notre Dame, porque é de lá que você vê as gárgulas.

Atualmente, a Notre Dame está fechada para reforma. Não é possível entrar na igreja, muito menos subir ao telhado para ver as gárgulas. Entretanto, a igreja pode ser vista de fora. E, já que não é possível adentrar na igreja, pode ser interessante um tour para saber mais sobre a catedral, se atentar a detalhes que podem ser vistos do lado de fora e saber das curiosidades da construção. O tour de uma hora se adaptou e agora também percorre algumas ruas do Quarteirão Latino.

Leia também: Como se deslocar em Paris: metrô, ônibus, Uber e táxi

Torre Eiffel

Torre Eiffel – Foto: Gaellery (CC BY-NC-ND 2.0)

Para quem gosta de engenharia, uma visita guiada a torre mais famosa do mundo pode ser interessante. A Torre Eiffel é fruto de um concurso de design que o governo francês realizou para montar um monumento no Campo de Marte, devido a Exposição Universal que ocorreria em 1889. Quem ganhou o concurso foi Gustave Eiffel, que idealizou uma torre que levou seu nome.

Construída entre 1887 e 1889, a Torre Eiffel foi planejada para ficar em pé apenas por alguns anos. Quem vê a torre como símbolo de Paris hoje em dia, não imagina que sua construção foi motivo de protestos e críticas de intelectuais da época, devido à “poluição visual” que causava.

Gustave Eiffel conseguiu manter a torre em pé por mais alguns anos, devido a sugestão do arquiteto que ela fosse usada militarmente como um antena militar. Com o passar dos anos, os parisienses foram gostando da torre e ela se tornou esse símbolo que é hoje.

A visita a Torre Eiffel é mais visual e de sensações do que explicativa. Porém, para quem quer conhecer mais as histórias de sua construção e as curiosidades vale a pena o tour guiado.

tour guiado até o topo dura 1h 30min e é em inglês. Aí vai uma dica: se for subir vale a pena ir até o 3° piso que é o topo da torre, pois é de lá que se tem a incrível vista de Paris.

Para quem quer ver a torre de um ângulo diferente, pode fazer o cruzeiro com áudio guia + subida ao 2° piso da torre. O áudio guia é em português e a excursão como um todo dura quatro horas.

Para saber mais sobre a torre mais famosa do mundo sugiro que leia: Torre Eiffel: guia completo com preços, dicas e recomendações.

LEIA TAMBÉM:

-Paris: bela, cultural e romântica

-Onde ficar em Paris, melhores bairros e os mais baratos na região central

-Quando visitar Paris, os melhores meses e estações do ano

-Paris é cara? Veja quanto custa uma viagem a Paris

-Lua de Mel em Paris, dicas de como planejar a viagem

Foto de capa do Museu do Louvre - Foto de: Grufnik (CC BY-NC-ND 2.0)

Felipe Zig

Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.