InícioEgitoLuxorO que fazer em Luxor, as principais atrações turísticas

O que fazer em Luxor, as principais atrações turísticas

Se você procura o que fazer em Luxor, vamos lhe contar que a cidade possui muitas atrações turísticas interessantes!

Luxor era chamada de Tebas, a capital do império egípcio durante o o Império Novo, período de maior prosperidade do Egito Antigo. Os principais faraós da história: Ramsés, Tutankhamon e Seth, viveram lá e possuem tumbas no Vale dos Reis. Para conhecer um pouco mais da histórica, da cultura atual, quando visitar e outras dicas da cidade, leia Luxor o coração do Egito Antigo.

O que fazer em Luxor Egito?

Luxor foi a cidade que conseguiu preservar a maior quantidade de construções da época dos faraós. Por isso, para quem pretende conhecer o Egito Antigo, não há lugar melhor para visitar! Para descobrir o que fazer em Luxor, fizemos uma lista com os principais pontos turísticos dessa histórica cidade. Antes de falarmos dessas atrações, precisamos explicar como a cidade é dividida.

O que fazer em Luxor – East Bank

Luxor é dividida em duas partes, desde o tempo dos faraós. No Egito Antigo, a margem leste, chamada de East Bank, era reservada aos vivos, por isso era onde a população habitava e onde eram construído os templos. Já a parte oeste, West Bank, era reservada aos mortos. Por isso, era onde ficavam as tumbas. A margem oriental do Rio Nilo, East Bank; até hoje representa a maior parte da cidade. A maioria dos hotéis de Luxor, os museus e os Templos de Karnak e de Luxor ficam nessa parte. Para se locomover por East Bank é fácil, algumas atrações ficam próximas, por isso é possível andar a pé e ainda há grande oferta de táxis e carruagens. Confira agora o que fazer em Luxor, na East Bank.

Templo de Kanak

Nós aproveitamos para fazer fotos do Save the Date do nosso casamento no Templo de Karnak

Quando se fala em o que fazer em Luxor, muita gente já pensa no templo de Karnak. Esse é o maior templo de todo o Egito!

O Templo de Karnak era um grande complexo com vários santuários. Grande parte do templo foi destruído, mas existem trabalhos de restauração que estão recuperando partes desse templo.

Karnak não chega a ser bonito, mas possui muita história e uns painéis interessantes. No Templo de Karnak é onde acontece o show de Luzes e Som de Luxor.

No final do dia, antes de fechar o templo fica mais vazio e foi nesse momento que fizemos umas fotos do Save the Date do nosso casamento no Templo de Karnak.

Templo de Luxor

Estátua de Ramsés II no Templo de Luxor

Esse é o templo que deu nome a cidade de Luxor. Esse templo é muito menor que o de Karnak, porém é mais bonito.

Esse templo é conhecido como o Templo de Ramsés II. Apesar de não ter sido ele quem começou a sua construção, foi ele quem o ampliou e deixou sua marca. Existem várias estátuas de Ramsés II pelo templo, inclusive quatro grandes estátuas na entrada.

Avenida das Esfinges

Avenida das Esfinges

Os Templos de Karnak e o Templo de Luxor eram os dois principais da antiga capital do Império, chamada de Tebas. E, para interligar os dois templos havia uma Avenida de Esfinges, que era utilizada em cerimônias religiosas importantes.

A Avenida possuía 2,7 km de comprimento e 70 metros de largura e contava com cerca de 1350 esfinges, segundo estimativas do governo egípcio. A maior parte da Avenida está soterrada, mas uma parte de 350 metros, em frente ao Templo de Luxor, foi restaurada.

À noite a avenida recebe uma iluminação especial, o que deixa o local ainda mais bonito.

Museu de Luxor

Múmia do Museu de Luxor

O Museu de Luxor é o principal museu da cidade, com peças achadas nos sítios arqueológicos de Luxor. Apesar do museu possuir algumas estátuas e outras peças interessantes, as principais descobertas arqueológicas foram levadas para o Cairo e estão hoje no Museu Egípcio. Para saber mais leia O que fazer no Cairo.

Entretanto, mesmo o Museu de Luxor sendo muito menor e com peças menos importantes que o Museu Egípcio, ele é um museu mais bem montado, organizado e bonito. Por isso, ele está na nossa lista de o que fazer em Luxor.

Passeio de Feluca

Feluca navegando pelo rio Nilo

Um dos passeios típicos do Egito é navegar pelo Rio Nilo. O rio mais extenso do mundo atravessa o Egito, cortando as principais cidades do país. O jeito mais típico de navegar pelo Rio Nilo é através das felucas, tradicionais barcos a vela do Egito.

Em Luxor, o passeio mais comum de feluca é visitar a Ilha da Banana, que na verdade, não é uma ilha, mas uma fazenda que produz bananas e fica na outra margem do rio.

A fazenda não é interessante, porém muitos turistas de várias nacionalidades (isso não inclui os brasileiros) ficam encantados com o fato de poder comer bananas à vontade na fazenda. Entretanto, o passeio de barco pelo rio é agradável e como é barato, vale a pena você navegar pelo rio Nilo caso tenha tempo.

O que fazer em Luxor – West Bank

O lado oeste da cidade, chamado de West Bank, era reservado aos mortos no Egito Antigo. Como nessa cultura eles davam muita importância à vida depois da morte, os faraós se preocupavam em construir suas tumbas desde que assumiam o poder. Nesta parte da cidade se encontram alguns das mais importantes ruínas históricas, como o Vale dos Reis e o Templo da Rainha Hatshepsut. Atualmente, há pessoas morando nessa parte da cidade, mesmo assim é uma região pouco habitada e difícil de se deslocar. Por isso, no final desse artigo, há dicas de como se deslocar e visitar West Bank. Veja agora o que fazer em Luxor – West Bank.

Vale dos Reis

Tumba faraó Tutancâmon
Tumba de Tutancâmon – Foto: Chuck Siefke (CC BY 2.0)

Essa é a melhor atração turística de Luxor, na minha opinião. O Vale dos Reis é onde foram enterrados os faraós do Império Novo. Essas tumbas são subterrâneas, escavadas na própria rocha, formando corredores e câmaras internas.

As paredes eram esculpidas e pintadas, gerando bonitos murais. Foi no Vale dos Reis que encontraram a famosa máscara mortuária de ouro de Tutancâmon. Para saber mais leia: Vale dos Reis, as incríveis tumbas dos faraós em Luxor.

Vale das Rainhas

O Vale das Rainhas é onde eram enterradas as rainhas e princesas. Assim como o vale dos reis, há dezenas de tumbas. Porém, as tumbas são menos elaboradas que as do Vale dos reis. No Vale das Rainhas, a tumba mais famosa é de Nefertari, a esposa de Ramsés.

Templo da Rainha Hatshepsut

Templo da Rainha Hatshepsut, o local mais preservado da lista de o que fazer em Luxor

Esse é o templo mais bonito de Luxor! Conhecido também como Templo de El Deir El Bahari, foi construído em uma área ampla e plana em West Bank, a margem oeste do Nilo, localiza-se próximo ao Vale dos Reis.

O templo foi totalmente restaurado nas últimas décadas, o que ajudou a deixar sua fachada ainda mais bonita.

A Rainha Hatshepsut, que construiu o templo, foi a primeira mulher a comandar o Egito por um longo período e se dizia filha do Deus Amon. Foi ela também a mãe adotiva de Moisés, segundo a Bíblia.

Colossos de Memnon

o que fazer em luxor egito
Colossos de Memnon, um dos pontos turísticos de Luxor
Duas estátuas colossais do faraó Amenófis III são o que sobraram do seu templo funerário. O templo foi destruído devido a um terremoto que ocorreu em 1.200 a.C. Os colossos são estátuas de 20 metros de altura que pesam cerca de 700 toneladas. Uma delas também foi destruída por um terremoto e reconstruída pelo imperador romano Lúcio Septímio Severo.

Passeio de Balão

o que fazer em luxor
Passeio de balão em Luxor – Foto: Lars Kjølhede
Um atividade que chama a atenção de muitos turistas é o passeio de balão em Luxor. A cidade egípcia não possui o charme da Capadócia, mas há cenários interessantes que justificam o voo. O passeio de balão de Luxor dura cerca de 1 hora e acontece ao nascer do sol em West Bank. Por isso, você terá que acordar cedo, caso queira fazer esse passeio. O que desanima muitos turistas é o preço, já que o voo de balão é uma atividade cara. Para saber preços clique aqui.

Como visitar West Bank em Luxor

West Bank é a parte menos povoada de Luxor, com poucas opções de hotéis, restaurantes e lojas. As atrações turísticas de West Bank não ficam próximas umas das outras, por isso é preciso de um meio de locomoção. Existem duas maneiras de visitar esses locais: com um tour ou por conta própria. Leia também: Onde se hospedar em Luxor, Egito
Templo da Rainha Hatshepsut

Tour Luxor West Bank

Tour (excursão) é a maneira mais prática e segura de visitar West Bank. Existem dois tipos de tours a West Bank: um de meio dia e outro de um dia inteiro. O mais comum é o tour de meio dia que dura entre quatro e cinco horas. Desse tempo, uma hora e meia é o deslocamento.

O Vale dos Reis não é longe do centro de Luxor, o problema é que a ponte que atravessa o Rio Nilo fica longe, o que faz aumentar o trajeto, são 30 km do centro de Luxor ao Vale dos Reis. A maioria dos tours são privados, neste caso você que escolhe o horário, mas é melhor ir cedo, para evitar o calor, quanto mais cedo menos quente.

No tour de meio dia visita-se o Vale dos Reis, o Templo da Rainha Hatshepsut e os Colossos de Mêmnon. Para visitar as demais localidades é necessário ir no tour de um dia inteiro ou em mais de um dia. Outra opção seria um dia ir de tour e no outro por conta própria.

Você pode contratar o tour pela internet ou quando chegar a Luxor. A maioria dos hotéis oferecem esses passeios e há também várias agências em Luxor, elas ficam próximas ao Hotel Winter Palace. Que por falar nisso é um das melhores opções de hotéis na cidade, bem localizado e com bastante conforto. Para saber preços de diárias clique aqui. Para conhecer outros hotéis que indicamos na cidade, leia o texto Onde ficar em Luxor.

Contratar pela intenet

Para contratar pela internet, um site confiável é o Get Your Guide, que possui alguns passeios e tour na cidade.

Há tour apenas a West Bank (oeste), apenas a East Bank (leste) ou aos dois locais, com guia falando inglês ou espanhol. para saber o preço clique aqui.

Winter Palace hotel luxor
Na parte de baixo do Winter Palace há várias lojas e agências de turismo – Foto: Jim Rhodes (CC BY-ND 2.0)

Contratando o tour em Luxor

Em nossa viagem, como estávamos com tempo, contratamos esse passeio em uma agência de turismo de Luxor. Um fato curioso foi que não encontramos tours em grupo. Fomos em cerca de oito agências de turismo de Luxor e só uma delas oferecia tour em grupo que era o mesmo preço do privado.

As empresas de turismo oferecem tours parecidos, que incluem o transporte, o guia e os ingressos dos locais visitados. Contratando em Luxor, o preço é pelo carro e há uma pequena variação se for uma ou três pessoas por causa dos ingressos. Porém, como os ingressos são muito baratos, a diferença é pequena.

O guia não é o motorista, por isso o carro só fica com três lugares disponíveis. Se for uma quantidade maior de pessoas existe opção de vans.

Há também opção de visitar sem guia, mas nesse caso é preferível ir por conta própria que sairá mais barato.

O que a maioria das agências oferece é o guia que fala inglês, mas há guias que falam outras línguas; nós pegamos um que falava espanhol. Entretanto, no geral o inglês dos guias é melhor do que outras línguas que eles também falam.

Trenzinho que leva até o Templo da Rainha Hatshepsut – Foto: Vyacheslav Argenberg (CC BY 2.0)

Visitar West Bank por conta própria

Visitar West Bank por conta própria não é difícil. Para quem alugou um carro, pode ir dirigindo. Porém, o mais comum é pegar um táxi.

As principais vantagens de ir por conta própria são que você gastará menos tempo no deslocamento e será mais barato que um tour.

A desvantagem é não ter um guia para entender melhor o que significa cada atração. Existe uma balsa que atravessa o Rio Nilo ao custo de 1 EGP (R$0,34). A balsa sai em frente ao Museu da Mumificação.

Barco que faz a travessia do Rio Nilo
Barco que faz a travessia do Rio Nilo entre East e West Bank

Chegando ao outro lado do Rio Nilo, existem vários taxistas esperando clientes. Você precisará negociar com o taxista o trajeto completo: visita ao Vale dos Reis, Vale das Rainhas (Templo de Hatshepsut) e te levar de volta ao ponto da balsa. Esse trajeto todo, incluindo o tempo gasto nas atrações dura cerca de três horas.

Outras dicas de Luxor

E ai, foi possível saber o que fazer em Luxor? Então veja agora as melhores opções de hotéis e as dicas de hospedagem em Luxor. Já vou avisando que a maioria dos hotéis são ruins e sujos, por isso é preciso escolher com Bastante cuidado a hospedagem. Uma outra dica importante é referente ao seguro viagem. Esse não é um item obrigatório em uma viagem ao Egito, porém é muito indicado. O sul do país tem algumas limitações com higiene, por isso não coma em qualquer lugar e é sensato contratar um seguro viagem para qualquer problema que por ventura possa ocorrer. Para saber preços e melhores opções, faça agora uma cotação. Um outro item que muita gente contrata é o chip internacional. Ele não funciona tão bem no Egito, porém é um item que sempre ajuda. Para saber mais, conhecer vantagens, desvantagens e preços, leia nosso tema sobre chip internacional.

Leia também nossas outras matérias sobre o Egito:

-Egito, conheça os golpes mais comuns contra turistas -O que fazer no Cairo, veja as 8 principais atrações turísticas -Pirâmides de Gizé, a parte mais turística do Egito -Cairo, a caótica e interessante capital do Egito
Felipe Zig
Felipe Zighttps://www.abraceomundo.com/
Felipe Zig é jornalista, fotógrafo e apaixonado por viajar. Depois de conhecer mais de 20 países, decidiu criar o blog “Abrace o Mundo” para dar dicas de viagens e incentivar outras pessoas a viajar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui